http://www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2018/05/DSCN9639-1200x400.jpg
Saúde

Acre sedia encontro regional sobre saúde do trabalhador

Leônidas Badaró
11.05.2018 14:02
Atualizado 11.05.2018 às 20:50

Representantes de 6 estados brasileiros e do Ministério da Saúde (MS) estão em Rio Branco desde a última quarta-feira, 09, participando do 5º Encontro da Região Norte em Saúde do Trabalhador e Trabalhadora.

O encontro faz parte da estratégia de fortalecimento da Rede Nacional de Atenção Integração à Saúde do Trabalhador (Renast).

Até o final desta sexta-feira, 11, as discussões buscam vencer o primeiro desafio atual da saúde do trabalhador no Brasil que é integrar essa rede com as demais redes de atenção à saúde que existem. “As ações de saúde do trabalhador só vão conseguir se efetivar de fato quando elas estiverem disseminadas em todos os pontos das redes de atenção. Nesse encontro a gente espera compartilhar saberes e práticas doa dia a dia dos serviços de saúde e de outros setores que tenham alguma ligação com a saúde do trabalhador”, destaca Élem Cristina Sampaio, coordenadora substituta de saúde do trabalhador do MS.

Encontro conta com representantes de 6 estados do país (foto: Leônidas Badaró)

O encontro é organizado pelo Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) do Acre.

O tema é amplo. As mais diversas ocupações são áreas de interesse dos centros que estão espalhados por todo o pais. Um exemplo vem do estado de Roraima. Ronílson Guimarães é representante do CEREST rural de Rorainópolis, município roraimense de menos de 30 mil habitantes. “O nosso CEREST tem um público específico, que é o trabalhador rural. Ele foi criado para atender esse público específico e levar a assistência a esse tipo de trabalhador quem nem sempre o Ministério da Saúde consegue alcançar. Dentre outras áreas, temos uma preocupação muito grande com a utilização dos agrotóxicos sem o uso dos equipamentos adequados”, explica.

Apesar do encontro ser destinado aos estados da Região Norte, o evento atraiu a atenção de representantes de Sergipe, que vieram ao Acre participar do evento.

Representante do Ministério da Saúde durante aberturar do encontro (foto: Leônidas Badaró)

“Quando a gente fala de trabalhador independe do local. O que vai diferenciar é o tipo de mão de obra. Na minha cidade, Lagarto em Sergipe, a agricultura é muito forte. A importância desse encontro é discutir e fazer com que existam políticas públicas que cuidem de seus trabalhadores”, destaca Alexsandra Oliveira, do CEREST sergipano.

A Secretaria Estadual de Saúde esteve presente com diversos representes na abertura do encontro. Entre eles, o secretário adjunto de Atenção à Saúde, Ráicri Barros. “O momento é oportuno para um evento dessa magnitude. Momento para gente discutir os desafios e avanços para que consigamos efetivamente alcançar uma saúde do trabalhador cada vez mais forte”, afirma.

Mais notícias