Meio Ambiente

Acre Solidário apresenta nova campanha do Lixo Zero para a Expoacre

Rose Farias
12.07.2017 9:20

A nova campanha do Lixo Zero promovida pelo Acre Solidário para a Expoacre foi apresentada pela primeira-dama Marlúcia Cândida, em dois encontros realizados na Casa Civil, na terça-feira, 11.

Empresários do entretenimento, proprietários de bares e restaurantes participaram da primeira reunião na parte da manhã. O outro momento ocorreu com os empreendedores da Economia Solidária no fim do dia.

As reuniões contaram com a participação dos representantes da SOS Amazônia, Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Lions Club parceiros da campanha.

Marlúcia Cândida ressaltou a importância do trabalho desenvolvido com a participação de todos durante a Expoacre.

“O setor privado tem contribuindo com os avanços a cada edição da feira, mas é importante também o compromisso com o social e o ambiental. Precisamos, governo e iniciativa privada, colocar essa consciência nas pessoas de reduzir, reutilizar e reciclar. É uma mudança de cultura e a Expoacre pode impulsionar a implementação desse processo é isso poderá motivar outras ações positivas”, disse.

A campanha apresenta o conceito dos três Rs ( reduzir, reutilizar e reciclar). A ação visa promover a coleta seletiva durante a realização do evento.

Empresários do entretenimento, proprietários de bares e restaurantes aderiram à campanha (foto Rose Farias)

Serão espalhados pela feira latões para o depósito de resíduos como garrafas pets e latinhas. Toda coleta será feita pela Cooperativa dos Catadores e a Associação do Movimento Nacional de Catadores e Catadoras.

Ao lado de cada latão terá um display com o mascote da campanha, a tartaruga. A ideia é de sensibilizar e promover a interação com o público.

Outra ação da campanha consiste no acondicionamento e destinação dos resíduos sólidos com os bares, restaurantes, empreendimentos da Economia Solidária e durante os shows. O Lions Club será um dos responsáveis para mobilizar os envolvidos e monitorar a ação.

Foram apresentadas por Miguel Scarcelo da SOS Amazônia as regras e procedimentos de acondicionamento e destinação dos resíduos conforme a política e o Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Rio Branco.

“A gente acredita que a parceria com a iniciativa privada é muito importante para o sucesso da campanha. A ideia é evitar que mais materiais recicláveis vão para o lixo e que os catadores trabalhem em condições menos insalubres. Na feira a campanha poderá ter um efeito demonstrativo e educativo para os visitantes”, comentou.

Os dois grupos aderiram à campanha que também terá vídeos ilustrativos sendo exibidos em telões, tvs, um programa de rádio e outras narrativas.

“Muito importante essa campanha até porque reflete no nosso estabelecimento. A gente já faz esse trabalho de selecionar o lixo e só lamentamos que não tenha ainda o destino para tanto lixo que tem potencial para ser reciclado e reutilizado. Uma ação assim é bastante educativa”, disse a empresária Cibele Kalil.

Mais notícias