Governo

Aspirantes a cabo da Polícia Militar conhecem Projeto Pacificar

Marcelo Torres
10.08.2017 18:07

Alunos participando de uma disciplina de mediação de conflitos, que faz parte da grade curricular do Curso de Formação para Policiais Militares (Foto: Cedida)

Nesta quinta-feira, 10, a equipe do Projeto Pacificar recebeu em seu núcleo alunos do curso de formação da Polícia Militar, para conhecerem as estruturas do Pacificar e entender a dinâmica do projeto.

Recebidos pela coordenadora do Projeto Pacificar, Lúcia Jaccoud, os aspirantes participaram de uma conversação sobre como o projeto e como são desenvolvidos os trabalhados na comunidade.

“É importante esta visita, pois estes futuros policiais poderão nos ajudar a identificar e encaminhar os casos de menor potencial para os núcleos do Pacificar que estão distribuídos nas cinco regionais de Rio Branco”, destacou a coordenadora.

Lúcia Jaccoud ressalta ainda que desde a inauguração do projeto, em agosto de 2015, foram realizadas cerca de 600 audiências de conciliação na capital, ou seja, mais de três mil pessoas atendidas pelo projeto, que visa se estender ao interior do estado.

Esses alunos estão participando de uma disciplina de mediação de conflitos, que faz parte da grade curricular do curso de formação.

Qual a finalidade desse projeto?

O projeto é uma iniciativa da Secretaria de Segurança Pública do Acre (Sesp), em parceria com a Polícia Civil. Inicialmente é realizada uma consulta no sistema de registros e ocorrências da Polícia Civil (Sigo) para identificar situações que possam ser conciliadas. A seguir, é realizado um contato com as partes para ver se há interesse numa sessão de mediação.

Agora, os cidadãos que procurarem as delegacias do Estado com pequenos delitos, como conflitos de vizinhos e perturbações da paz, serão encaminhados para o local, com a presença de mediadores para realização de audiências de conciliação.

Mais notícias