http://www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2018/11/20181101_164947-1200x400.jpg
Justiça e Direitos Humanos

Bolívia procura Acre para trabalhos conjuntos com socioeducandos

Mágila Campos
04.11.2018 13:30
Atualizado 05.11.2018 às 14:51

O Acre é um dos estados da Região Norte que se destaca pelo trabalho com medidas socioeducativas de jovens infratores. Por essa razão, o governo do Departamento [estado] de Pando, na Bolívia, procurou o governo acreano a fim de firmar parceria para trabalhar com jovens em privação de liberdade.

“O nosso trabalho despertou o interesse do país vizinho, e eles nos procuraram para ajudá-los. No momento, estamos fazendo um estudo de caso para apresentar propostas de intervenção nas áreas de prevenção e também socioeducativas”, explica Rafael Almeida, diretor do Instituto Socioeducativo do Acre (ISE).

A cooperação está em andamento e os representantes dos dois países já se reuniram para tratar sobre a parceria. Durante o encontro, ocorrido no último dia 30 de outubro, a comitiva boliviana fez visitas no Centro Socioeducativo de Rio Branco – considerado uma das melhores unidades do país – e também ao Centro Socioeducativo Alto Acre, em Brasileia.

Na prática, o ISE vai ofertar formação, orientação e capacitação para os profissionais de Pando, mostrando as técnicas de gestão e a linha de trabalho de enfrentamento nas áreas das medidas socioeducativas e das políticas da Infância e da Juventude, que são desenvolvidas no Acre.

Autoridades dos dois países já se reuniram para tratar sobre o termo (Foto: Cedida)

Almeida, explica que a parceria vai beneficiar os dois países, porque a Bolívia é um dos grandes produtores e exportadores de drogas, e o Acre, por fazer fronteira, é diretamente afetado.

“Então, se a Bolívia faz um trabalho preventivo de não às drogas, a gente consegue ter uma redução, lá. E isso terá impacto direto na nossa região também, principalmente no que se refere ao tráfico, porque a maioria dos adolescentes bolivianos que estão privados de liberdade é por conta do tráfico de drogas”, ressalta o diretor.

Ele destacou ainda que a parceria representa um reconhecimento de que o Acre desenvolve um bom trabalho nessas áreas e que o termo será assinado entre o governo do Estado, Tião Viana, e o governo de Pando, Luiz Adolfo, na segunda semana de novembro, após a apresentação das propostas.

Mais notícias