Educação

Brechó de Leitura incentiva alunos a ler

Thais Farias
17.06.2017 17:00

O projeto de Leitura já faz parte do calendário da escola (Foto: Thiago Bezerra)

Há seis anos a Escola de Ensino Fundamental Maria Angélica, no Segundo Distrito de Rio Branco, encontrou um jeito lúdico e eficaz de incentivar a leitura.

O projeto já faz parte do calendário da escola e promove um brechó todos os anos envolvendo alunos, pais e toda a comunidade escolar. Nesta semana foi realizada a 6ª edição do Brechó de Leitura.

Os livros são arrecadados por meio de doações e todo o valor angariado com a venda dos exemplares é revertido nas atividades do Dia das Crianças e também em pequenos investimentos para a escola. Josefa Oliveira, coordenadora da instituição, garante que o gosto pela leitura se concretiza com as atividades desempenhadas pelas crianças.

“São aproximadamente 200 livros que recebemos anualmente para colocá-los à venda nesse dia. Todos os alunos participam diretamente do nosso evento e se empenham com os professores”, diz.

Além da venda dos livros, o evento é marcado por apresentações culturais. A dona de casa Maria de Fátima faz questão de prestigiar a filha Ingrid Oliveira, de 9 anos, em todas as atividades da escola, principalmente no Brechó de Leitura.

“Eu já participei das seis edições realizadas aqui na escola, pois antes dela já vinha com meu filho mais velho, que também estudava aqui. Faço o esforço de vir todos os anos porque sei que isso incentiva ainda mais a minha filha a estudar”, ressalta.

A pequena Ingrid, do 4º ano B, rapidamente juntou-se com as colegas no cantinho preparado para a apreciação dos livros. “Acho muito legal esse dia na escola, porque a gente pode assistir as peças de teatro dos nossos colegas e também ler os livros que a gente gosta”, detalha.

Para a professora Maria Mendes a preparação para o brechó não é fácil, mas vale à pena. “Todos os anos fazemos uma temática diferente. Este ano, por exemplo, na turma do 2º ano B trabalhamos as histórias de Monteiro Lobato. Rodas de conversa, filmes e livros foram nossos guias de preparação, que durou quase um mês”, conta.

Mais notícias