http://www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/02/corines_mardilson-gomes-3-1200x400.jpg
Educação

Corines já validou quase sete mil certificados e históricos no início de 2019

Eduardo Gomes
01.02.2019 14:54
Atualizado 01.02.2019 às 16:11

A Coordenação de Registro e Inspeção Escolar (Corines) está em uma verdadeira força-tarefa para certificar os estudantes concludentes do ensino médio em 2018. Só no primeiro mês deste ano a Corines Rio Branco já recebeu quase sete mil históricos escolares de estudantes da capital e algumas cidades próximas.

O posto, que funciona na Organização em Centros de Atendimento (OCA), atende de segunda a sexta-feira, nos turnos da manhã e tarde, e realiza serviços como a convalidação em documentação escolar estrangeira, registro de certificados de conclusão dos ensinos fundamental, médio e cursos profissionalizantes, além da validação de históricos dos ensinos fundamental e médio.

Os profissionais fazem a conferência e validação dos históricos e certificados (Foto: Mardilson Gomes/SEE)

A grande preocupação de quem procura o atendimento da Corines diz respeito ao prazo para conferência, registro e entrega dos históricos e certificados. Elen Fonseca, coordenadora interina de Registro e Inspeção Escolar, explica que no caso dos estudantes acreanos aprovados em faculdades localizadas em outros estados o protocolo é aberto em caráter de urgência e os documentos são entregues antes do dia do embarque do interessado.

“Estamos agilizando os documentos pertencentes a estudantes que têm prazo para efetivar matrículas fora do Acre. Aqueles que conseguem comprovar esse tipo de situação têm os protocolos de atendimento efetivados com urgência e recebem os documentos dentro do prazo estipulado”, afirmou Elen.

Além dos erros de lançamento das notas, outro fator que interfere no tempo para validação dos registros é a demora dos estudantes em levar os certificados e históricos à coordenação. Os concludentes precisam encaminhar essa documentação à Corines o mais rápido possível, a fim de evitar transtornos.

“Os estudantes devem procurar o nosso atendimento na praça rosa da OCA e solicitar conferência e registro assim que tenham recebido os certificados e históricos emitidos pelas escolas. Assim estarão com tudo pronto para a continuidade de seus estudos, mesmo que eles não ingressem no ensino superior de imediato”, lembrou a coordenadora.

Felipe procurou a Corines pois precisa se matricular na Ufac (Foto: Mardilson Gomes/SEE)

Sem perder o prazo da matrícula

Felipe esteve na Corines para buscar os históricos e certificado de conclusão do nível médio. O ex-estudante da rede pública estadual concluiu o terceiro ano em 2015, mas só agora levou os documentos para convalidação, pois foi aprovado na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificado (Sisu). Por um erro no lançamento de suas notas, ele terá que procurar a escola que emitiu o histórico, corrigir  e só então voltar à Corines.

“Preciso desse certificado para me matricular no curso de Artes Cênicas da Universidade Federal do Acre (Ufac). Houve o erro na emissão do histórico, mas eu não vou ser prejudicado. Me instruíram a apresentar o protocolo que recebi aqui e assim conseguirei confirmar minha vaga”, disse.

Mais notícias