http://www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2016/04/DSC_0534.jpg
Cidades do Acre

Costureira fatura R$ 6 mil mensais com renda de pequeno negócio

Resley Saab
07.04.2016 8:19
Atualizado 07.04.2016 às 9:32

Iracema foi contemplada em 2014 com máquinas industriais (Foto: Maria Meirelles/Secom)

Iracema foi contemplada em 2014 com máquinas industriais (Foto: Maria Meirelles/Secom)

Tesoura, retalhos de tecido, linha, agulha e muita criatividade. Foi assim que Iracema Souza de Freitas, 41 anos, começou a costurar. Ainda na infância, a costureira confeccionava as roupas das bonecas e, mais tarde, dos irmãos menores.

Autodidata, Iracema costurou as primeiras peças na máquina manual de sua mãe. Natural de Cruzeiro do Sul, a acreana sempre sonhou alto. Com o apoio do governo do Estado, por meio da Secretaria de Pequenos Negócios, montou o próprio ateliê de costura, e fatura, em média, R$ 6 mil por mês, no período escolar.

“Hoje eu tenho mais condições, mas minha família era de baixa renda. Costurei para meus irmãos e depois fiz as roupas dos meus filhos. Fiz cursos, adquiri uma máquina simples, sempre com o objetivo de crescer. Tudo mudou quando passei a ser beneficiária dos pequenos negócios”, relembrou.

O marido auxilia a esposa na pintura dos tecidos (Foto: Maria Meirelles/Secom)

O marido auxilia a esposa na pintura dos tecidos (Foto: Maria Meirelles/Secom)

Iracema foi contemplada em 2014 com máquinas industriais, cedidas pelo Estado, após ter feito o curso de corte e costura. Inicialmente, participou de uma cooperativa de mulheres. Corajosa e empreendedora, a jovem senhora construiu a própria malharia e já pretende empregar novas costureiras.

“Tem uma senhora que já me dá um suporte na malharia. Estou trabalhando para construir um prédio à parte, onde ficará o ateliê. Falei para meu marido que daqui uns quatro anos essa casa será o ponto comercial, e minha casa será lá atrás. Quero crescer”, disse.

Orgulhoso das conquistas da esposa, Manoel da Silva, 47 anos, destaca as qualidades da companheira. “A Iracema é uma guerreira, batalhadora. Nós lutamos muito para montar esse ponto, que deu certo com a ajuda do governo. Sou autônomo, e nesse período do ano o maior rendimento é o dela.”

A malharia de Iracema fica situada na comunidade Santa Luzia, em Cruzeiro do Sul. Mais de R$ 500 mil já foram investidos no munícipio. Na região do Vale do Juruá, 1.200 famílias foram beneficiadas diretamente com capacitação e instrumentalização. No Acre, os investimentos giram em torno de R$ 27 milhões.

“O incentivo aos pequenos negócios é uma política pública socioeconômica que está transformando a realidade dos acreanos. Temos casos de pessoas que estavam desempregadas e hoje sustentam a família com o próprio negócio. Já são mais de 16 mil famílias beneficiadas em todo o estado”, destacou Henry Nogueira, secretário de Pequenos Negócios.

Indagada sobre a importância do Programa Estadual de Apoio e Incentivo aos Pequenos Negócios, Iracema é enfática. “Antes eu não tinha, e agora eu tenho. Esse apoio foi o começo de tudo. Quero empregar outras costureiras, e isso é fruto desse apoio, pois me ajudaram no início.”

A maior produção de Iracema vem do fardamento escolar (Foto: Maria Meirelles/Secom)

A maior produção de Iracema vem do fardamento escolar (Foto: Maria Meirelles/Secom)

Mais notícias