http://www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/02/DSC_5420-697x400.jpg
Educação

Esforço e dedicação levam escola Boa União a excelentes resultados no Enem

Stalin Melo
02.02.2019 9:28
Atualizado 04.02.2019 às 11:01

Na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), os alunos da Escola Jovem Boa União (Integral), conseguiram um excelente resultado. Nada menos do que 15 dos 69 matriculados nas duas turmas de primeiro ano (um percentual de 21,73%) conseguiram ser selecionados para diversas universidades e faculdades, entre as quais a própria Ufac.

Para a coordenadora de ensino da escola, professora Cláudia Valente, esses números e percentuais tendem a aumentar na medida em que as universidades começarem a fazer as segunda e terceira chamadas. A meta, segundo ela, é chegar no percentual do ano passado, quando cerca de 50% dos alunos foram aprovados em algum curso superior.

 

Mais de 20% dos alunos foram classificados somente na primeira chamada. Foto: Stalin Melo

Pedagogia, História, Física e Geografia na Ufac, Direito na Faao e Odontologia na Uninorte estão entre os cursos para os quais os alunos foram aprovados. Na lista, até ex-alunos, como o Henrique Vieira, que já tinha sido aprovado em Física na Ufac em 2015 e frequentava as oficinas interativas. Foi aprovado novamente.

Como explica Cláudia Valente, a maioria dos alunos é “prata da casa”, pois já estudam na escola há muito tempo. É o caso de Adriene Carvalho, aprovada para o curso de Educação Física na Ufac. Está na escola desde o nono ano do ensino fundamental. E ela fez questão de elogiar o modelo de escola integral. “O ensino melhorou muito”, disse.

“Eu costumo dizer que esse modelo de escola (Integral) é uma nova cultura, uma nova identidade para o ensino médio porque trouxe muitas inovações, principalmente inovações proativas. É um modelo para quem realmente quer fazer um curso de nível superior”, afirmou a professora.

Além da Boa União, o governo do Acre, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), possui ensino integral em mais seis escolas da capital (Glória Perez, Humberto Soares, Instituto Lourenço Filho, Armando Nogueira, José Ribamar Batista e Sebastião Pedrosa) e três no interior (Djalma Batista, em Tarauacá, Craveiro Costa, em Cruzeiro do Sul e Kairala José Kairala, em Brasileia).

Maior nota da redação

O esforço e a dedicação da aluna Jennifer Jucá, que estuda na Boa União desde 2011  (ensino fundamental) a levaram a obter a maior nota da redação entre os alunos das escolas públicas do Acre. Nada menos do que 940 pontos, uma excelente média que possibilitou que fosse aprovada e chamada para cursar História na Ufac.

Jennifer fez 940 pontos somente na Redação. Foto: Stalin Melo

Assim como outros alunos que já haviam realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e passado, Jennifer tinha sido aprovado para Letras, também na Ufac. Chegou a iniciar o curso, não gostou, passou a frequentar as oficinas proativas e agora vai “fazer o que gosta”, segundo ela mesmo.

Ela conta que com o modelo de escola integral, passou a estudar mais, adquirindo mais conhecimento. Desistir de História, para ela, está fora de cogitação. “Escrevo desde os 15 anos e agora estou muito feliz porque vou fazer o que realmente gosto”, destacou.

Superando dificuldades

A Escola Boa União está localizada no bairro de mesmo nome, na região da Baixada da Sobral. Isso, entretanto, não foi empecilho para o estudante Isaías Costa, que mora no Segundo Distrito da cidade. A aprovação o deixou muito feliz e também os seus pais, que torciam por ele.

“Eu acordava às 5h para ir para a escola, chegava muito exausto em casa, mas não me deixava abalar, continuei estudando e superei as dificuldades e isso foi muito gratificante para mim e para os meus pais, que esperavam por esse resultado”, fez questão de dizer.

Ele também é “prata da casa” e agora terá a oportunidade de estudar Física na Ufac. “Era o curso que eu queria fazer, me identifico muito com matemática e, além disso, tive também muita influência do professor, que é muito bom e nos incentivou muito”, acrescentou.

 

 

Mais notícias