http://www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2018/09/telecentro-1-1200x400.jpg
Ciência e Tecnologia

Governo capacitou mais de 18 mil jovens por meio dos Telecentros em Rio Branco

Juliana Carla
30.09.2018 17:28
Atualizado 15.10.2018 às 14:19

A busca pelo primeiro emprego desperta cada vez mais jovens a investir no futuro profissional, tendo em vista a competitividade no mercado de trabalho. Na hora da seleção, a experiência profissional muitas vezes é determinante para se conseguir uma vaga ou se manter no emprego.

Visando contribuir com a inserção de jovens no mercado de trabalho o governo do estado por meio da Secretaria de Ciência e Tecnologia (Sect) desenvolveu o sistema de inclusão digital e oferece cursos e oficinas em diversas áreas de atuação através de Telecentros, todos oferecidos a custo zero para a comunidade.

Com este objetivo, a Sect levar aos alunos, principalmente, de escolas públicas, tecnologias que apropriem o sentido de informática educativa de uma maneira mais democrática, fortalecendo os pilares educacionais. Desta forma, proporciona atividades educacionais através da inclusão digital para os alunos das escolas públicas, ofertando cursos de qualificação profissional na área de informática e gestão e também atividades da área de educação inclusiva através de cursos e oficinas de libras.

Mais de 18 mil capacitações foram realizadas por meio dos Telecentros em Rio Branco (Foto: Arquivo/Secom)

Desde a implantação dos espaços, em 2015, mais de 20 mil atendimentos foram contabilizados nos diversos telecentros existentes em Rio Branco, incluindo acesso às novas tecnologias, qualificações dentre outros.  Em parceria com algumas instituições, nos últimos quatro anos aproximadamente 18 mil pessoas foram qualificadas por meio de cursos e oficinas, a proposta do governo do estado é que esse número possa aumentar nos próximos 3 meses.

Reconhecimento 

A estudante Jhenifer Santos, de 19 anos, expressa a satisfação de participar do curso e se demonstra confiante para iniciar a carreira profissional. “Meu sentimento é de gratidão a todos por terem pensado em nós que temos poucos recursos para pagar cursinhos. Sempre tive esperança de poder chegar aonde cheguei, ter uma capacitação que contribui para minha vida profissional. Se não fosse através do Telecentro, nada do que conquistei por meio do conhecimento seria possível. Eu me sinto preparada para muitos desafios daqui pra frente”, celebra a jovem.

Aluno do Colégio Acreano, Thiago Magalhães concluiu recentemente os cursos de Operador de Computador e Aprendendo a Empreender na escola. O estudante ressalta a importância do aprendizado para sua formação profissional.

“É importante saber manusear o computador não apenas no dia a dia, pois hoje em todas as funções precisamos desse conhecimento. Recebemos instrução sobre diversos programas e plataformas. Além disso, eu aprendi a como criar uma empresa e se tornar um empreendedor, já tenho as coordenadas e estou me organizando para o futuro”, disse.

Renata Souza, gestora da Sect, reafirma o compromisso do governo do estado em contribuir para a formação profissional dos mesmos.

“O conhecimento é sempre muito importante em todas as situações da vida, o objetivo é capacitar a comunidade escolar e fortalecer os pilares educacionais preparando o cidadão para o futuro, a partir do estudo tecnológico e estamos intensificando essas ações juntos às escolas para gerar essas oportunidades”, pontuou.

Sobre os telecentros

Criado para desenvolver o potencial de jovens acreanos, os telecentros são espaços públicos, climatizados e providos de computadores conectados à internet para que o cidadão possa realizar pesquisas, melhorar seus conhecimentos, entre outros.

Esses espaços fazem parte do programa Floresta Digital que, além de disponibilizar internet de banda larga nas residências de cada cidadão, promove a inclusão digital e social das comunidades, disponibilizando nos Telecentros acesso gratuito à internet e capacitações com o uso das tecnologias da informação e comunicação em oficinas, curso profissionalizantes e educação a distância.

Reconhecimento nacional

O desenvolvimento de políticas públicas de inclusão digital rendeu alguns prêmios nacionais. Em 2014, o telecentro do Parque foi premiado como DESTAQUE pela  Associação Telecentro de Informação e Negócios (ATN), com o projeto E-LIXO. No ano seguinte recebeu a premiação como o telecentro CAPACITAÇÃO PEDAGOGICA pela Associação Telecentro de Informação e Negócios (ATN), com o projeto Telecentro na Escola.

Telecentro recebe prêmio DESTAQUE pela  Associação Telecentro de Informação e Negócios (ATN), com o projeto E-LIX (Foto: Arquivo Secom)

Instituições parceiras

A realização das atividades pedagógicas dentro dos Telecentros são realizados em parceria com as seguintes instituições: Serviço Social da Indústria (SESI), Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), Secretaria adjunta da Juventude do Município (ASJEJUV), Secretaria de Meio Ambiente do Município (SEMEIA), Fundação Elias Mansur (FEM), Cooperativa dos Profissionais de Tecnologia (COOPROTEC), Serviço Brasileiro de Apoio Às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e instituições de ensino superior.

Mais notícias