http://www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2017/12/secom_acre_SV_2017-3-1-1-1200x400.jpg
Educação

Governo divulga edital de inscrição dos dois colégios militares do Acre

Samuel Bryan
21.12.2017 13:55

Em um encontro com membros da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e a Secretaria de Educação e Esporte (SEE), o governador Tião Viana lançou na manhã desta quinta-feira, 21, o edital de inscrição dos dois primeiros colégios militares do Acre.

Serão mais de 1.100 vagas nas escolas Dom Pedro II (administrado pelo Corpo de Bombeiros) e Tiradentes (administrada pela Polícia Militar), do 6º ao 9º ano, com turmas nos dois períodos.

As inscrições poderão ser realizadas nos dias 26, 27 e 28 deste mês, no Centro de Referência de Inovações Educacionais (Crie) e em locais que ainda serão divulgados. A escolha dos alunos se dará por sorteio. As aulas começam em março de 2018.

“Essas escolas são resultados de um grande esforço do nosso governo e é mais um projeto pedagógico que se instala, respeitando a matriz da educação do Acre com a união do ideário militar, sua visão de educação e sonhos. Isso trará um resultado maravilhoso para todos nós”, disse o governador Tião Viana, comemorando a aprovação da lei pela Assembleia Legislativa que criou os colégios militares.

As duas unidades dos colégios funcionarão em instalações novas e a gestão será compartilhada com a SEE. Segundo o secretário de Educação, Marco Brandão, o modelo pedagógico será o mesmo do tradicional, mas com o acréscimo dos valores das corporações no dia a dia dos alunos.

“O currículo é o mesmo que temos na rede, o que há de diferencial é aquilo que os bombeiros e os policiais militares agregam, contando com todo o arsenal que já temos como o Instituto de Matemática e o Centro de estudo de Línguas. Vamos ter atividades cívicas, militares e de convivência, com as corporações nos auxiliando na formação dos nossos jovens. Esse será o grande diferencial”, ressalta o secretário.

Servir e proteger

Com o esforço do governador Tião Viana para suas criações, a perspectiva é que os dois colégios militares sejam mais unidades da rede pública de ensino a somar forças junto à sociedade, contribuindo para o desenvolvimento da cidadania e valorizar o futuro dos jovens.

Segundo o comandante da Polícia Militar, coronel Júlio César: “É um grande sonho dos militares e da comunidade em geral, que muito nos cobravam isso. O governador disse que ia fazer isso acontecer e se empenhou desde então”.

O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Batista, completa: “Estamos trazendo o melhor para a criação dos nossos colégios militares. Serão ambientes de estudo, amizade e convivência”.

Presente na solenidade, o secretário de Segurança Pública, Emylson Farias disse ainda: “Enxergamos a segurança pública no Acre não apenas com o viés repressivo. Somos o segundo estado que mais prende no Brasil. Nunca falamos que isso dá orgulho, pois queremos abrir escolas e fechar presídios”.

Mais notícias