http://www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2018/04/DSC_3860-1000x400.jpg
Saúde

Governo do Estado prepara campanha de vacinação contra influenza

Lane Valle
15.04.2018 9:11
Atualizado 12.04.2018 às 17:43

A Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), por meio da Divisão de Imunização e Rede de Frio, prepara-se para participar da 20ª Campanha de Vacinação contra a Influenza (gripe), que tem início no próximo dia 23 e segue até 1º de junho, sendo o dia D, de mobilização nacional, no dia 12 de maio.

A meta deste ano é vacinar 195.665 pessoas e alcançar cobertura de 90% de cada grupo elegível. Esta semana, o Ministério da Saúde enviou ao estado a primeira remessa, 50% das vacinas que estarão disponíveis durante a campanha de imunização da gripe, 114.020 doses – já distribuídas aos 22 municípios acreanos, como estratégia de alcançar à população de difícil acesso, como ribeirinhos e rurais. Os outros 50% serão enviados antes da abertura oficial da campanha, dia 23 de abril.

Para alcançar a meta de 2018, a gerente da Divisão de Imunização e Rede de Frio da Sesacre, Maria Auxiliadora, destaca que serão disponibilizados 101 postos fixos de vacinação, 35 postos móveis, 511 profissionais – entre enfermeiros, técnicos de enfermagem, administrativos e de apoio – e 76 meios de transportes (carros, barcos, motos e outros).

Meta deste ano é vacinar 195.665 pessoas e alcançar cobertura de 90% (Foto:Júnior Aguiar)

“O governo do estado, por meio da Sesacre já vem se preparando desde o mês passado, se reunindo com as equipes municipais para as ações e estratégias para uma boa cobertura durante as campanhas de imunização, que agora é da influenza. Essa primeira remessa que recebemos é justamente para trabalhar a área rural, ribeirinha e de difícil acesso. Portanto, estamos preparados, com salas de vacina, equipes, transporte e toda uma logística para dar o suporte necessário junto aos municípios durante a campanha”, ressalta Auxiliadora.

A gerente da Divisão de Imunização explica ainda que a vacina é distribuída pelo Ministério da Saúde e previne contra H1N1 e H3N2, subtipos do vírus Influenza A, e contra Influenza B. “Todo ano é uma vacina nova, dos vírus que circularam no final do ano passado e início deste ano. Em 2018 nossa vacina é trivalente, com dois vírus do tipo A e um vírus do tipo B. E o vírus do tipo A é o H3N2, e não o do H2N3 como tem sido divulgado na mídia”, confirma.

Grupos prioritários

Os grupos prioritários definidos para a Campanha Nacional de Vacinação contra influenza no ano de 2018 são: indivíduos com 60 anos ou mais de idade; crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias); as gestantes e as puérperas (até 45 dias após o parto); os trabalhadores de saúde; os povos indígenas; os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; a população privada de liberdade; os funcionários do sistema prisional e os professores das escolas públicas e privadas.

Em 2017, o Acre não conseguiu alcançar a cobertura vacinal contra a influenza preconizada pelo Ministério da Saúde. Apenas 77,52% do público-alvo (pouco mais de 225 mil pessoas) procuraram as unidades e postos de saúde para se imunizar contra o vírus da gripe de origem viral, que pode levar a complicações graves e ao óbito.

“O que nos preocupa, em relação ao não alcance da meta ano passado, é que as pessoas estão vulneráveis, uma vez que o maior índice de internação está sendo por síndrome de doença respiratória aguda, que são as gripes e pneumonias. E esse público tem direito a se vacinar, mas não busca a imunização. O que me preocupa mais ainda é que os grupos que não atingiram cobertura em 2017 foram de crianças e gestantes, que estão entre os mais vulneráveis. Por isso fazemos o chamamento para que essas pessoas não deixem de se vacinar durante a campanha contra a influenza”, reforça.

Para evitar a transmissão da gripe e de outras doenças respiratórias, além da vacina, a Sesacre recomenda:

  • Lavar as mãos com frequência, principalmente antes de comer
  • Usar lenço descartável para higiene nasal
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas
  • Manter os ambientes bem ventilados
  • Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe
  • Evitar aglomerações e ambientes fechados (procurar manter os ambientes ventilados)
  • Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos

Mais notícias