Governo intensifica ações de Segurança em Xapuri com Operação Cidade Segura

04.01.2017 19:49 Por Ana Paula Pojo
Tags:Operação Cidade Segura, sistema integrado, xapuri

Governo lançou Operação Cidade Segura em Xapuri nesta quarta (Foto: Glielson Miranda/Secom)

Criar um ambiente pacificado, a partir do combate e da prevenção ao crime e à violência, em conjunto com medidas socioculturais e de formação cívica. Este é o objetivo da Operação Cidade Segura, lançada pelo governador Tião Viana nesta quarta-feira, 4, em Xapuri.

A operação reúne até 95 homens do Sistema Integrado de Segurança Pública e tem o apoio do Exército Brasileiro e das polícias Federal e Rodoviária Federal.

O lançamento da operação reuniu as polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC), Exército Brasileiro, Ministério Público Estadual (MPAC), o prefeito de Xapuri Bira Vasconcelos, a deputada estadual Leila Galvão e a comunidade.

“Vamos alcançar todo o estado com essa operação, cujo objetivo é demonstrar que devolveremos para a sociedade a condição de cidades seguras. Xapuri é o início, por ser uma unidade modelo que teremos com os treinamentos das polícias e o apoio do Exército, que nos atenderá em até 150 quilômetros além das faixas de fronteira”, relatou o governador.

Além de aumentar a efetividade policial, a operação vai promover mudanças do ponto de vista da filosofia de policiamento, realizar uma forte varredura em busca de drogas e armas e trabalhar a condição de uma cidade segura no município. Só para a Segurança Pública o Estado alocou investimentos de R$ 70 milhões em 2017.

A operação reúne até 95 homens do Sistema Integrado de Segurança Pública e tem o apoio do Exército Brasileiro e das Polícias Federal e Rodoviária Federal (Foto: Glielson Miranda/Secom)

“Estamos estrando com uma mudança no policiamento, sobretudo no comunitário, com uma repressão muito forte. Vamos contar semanalmente com o apoio do Exército, da Polícia Rodoviária Federal e do Sistema Integrado. As ações fundamentais são de prevenção, com projetos sociais e culturais que vão garantir uma Xapuri do futuro”, declarou o secretário de Segurança Pública, Emylson Farias.

Apoio da prefeitura e do Ministério Público

O objetivo da operação é criar um ambiente pacificado, combater e prevenir o crime e a violência (Foto: Glielson Miranda/Secom)

Para o prefeito Bira Vasconcelos, a ação é de extrema importância, e a prefeitura dará apoio no que for necessário.

“O Estado vai entrar com a repressão, e por parte da prefeitura nós vamos entrar com ações preventivas, nosso principal papel. E daremos apoio às ações sociais também”, garantiu.

O promotor de Justiça do MPAC no município, Fernando Henrique, disse que o órgão se manterá presente na operação garantindo todo o apoio institucional que lhe compete. “Pela sua função institucional, o Ministério Público em Xapuri vai acompanhar todas essas ações, já que estamos ali como parceiro com as polícias para dar andamento com mais afinco e mais força a esse combate”, declarou.

Ações socioculturais e medidas preventivas

Por meio das socioculturais o governo propõe um encontro dos jovens com o esporte, o lazer e a cultura em Xapuri. “A ideia é criar um clima de segurança na cidade e tentar expulsar o tráfico de drogas na região. Queremos um ambiente de paz e inibir a violência, e faremos isso por meio dessas medidas”, explicou Viana.

O comandante da Polícia Militar do Acre (PMAC), coronel Júlio César, também comentou a importância da operação. “Essa operação vai devolver a Xapuri uma tranquilidade porque é ostensiva e vamos trabalhar também com a prevenção. Vamos avançar em programas como o Guarda Mirim, o Proerd e outras ações para criar um novo ambiente social e cultural na Cidade”, afirmou o comandante.