http://www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2016/03/combate_aedes_internet.jpg
Saúde

Governo realiza ações de prevenção contra o Aedes aegypti

Fhaidy Acosta e Jorge de Oliveira
14.04.2018 11:00
Atualizado 11.04.2018 às 16:29

O Aedes aegypti é o responsável pela transmissão da dengue, zika e chikungunya. Mesmo sendo fácil prevenir a proliferação do mosquito, anualmente as doenças transmitidas por ele atingem milhares de pessoas no Acre.

Por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), o Acre desenvolve durante todo o ano o trabalho de assessoramento, acompanhamento e monitoramento das atividades voltadas ao controle e combate do mosquito, em parceria com os municípios, que são os responsáveis pela execução dos trabalhos.

Atuando com o trabalho de assessoria, supervisão e treinamentos, a Sesacre realiza ações de prevenção e conscientização para reduzir os índices de notificações das doenças. Mas para que haja resultados positivos no trabalho desenvolvido é preciso o envolvimento e apoio da população.

“As equipes do estado vem prestando esse serviço em conjunto com os municípios na busca da redução no número de casos. O aumento de número de notificações, por exemplo, nos ajuda a identificar a situação epidemiológica referente a estes municípios, graças a esse trabalho realizado pela vigilância local nós podemos combater o Aedes aegypti,” explica Marilia Carvalho, gerente do departamento de vigilância e saúde ambiental e controle de endemias.

Sintomas

Em caso de sintomas como fortes dores de cabeça, febre alta e dores musculares, é importante se dirigir a uma unidade básica de saúde mais próxima, portando documento de identificação e o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Prevenção

Com simples medidas, as doenças são facilmente evitáveis, como a eliminação de criadouros do mosquito ao guardar as garrafas sempre viradas para baixo, manter sempre bem tampados baldes, tonéis, piscinas e caixas d’água, cobrir pratinhos de vasos com areia, manter pneus e objetos que possam reter água sempre secos e em lugares cobertos. É importante também evitar o acúmulo de lixo e entulho nos quintais, já que eles podem se tornar locais de foco do mosquito.

Mais notícias