Economia

Loja de artesanato Acre, Made in Amazônia completa um ano

Rose Farias
22.12.2016 18:13

Na loja peças de 56 artesãos formam o mostruário de produtos para comercialização (Foto: Angela Peres/Secom)

Vitrine do artesanato acreano, a loja Acre, Made in Amazônia, localizada no Via Verde Shopping completou um ano de funcionamento, na noite do dia 21, quarta-feira.

Estiveram presentes à comemoração a primeira-dama Marlúcia Cândida, artesãos, gestores estaduais, dirigentes do shopping e representantes do Sebrae-Acre.

Toda a concepção do espaço é resultado de parcerias firmadas pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Pequenos Negócios (Sepn), com o Via Verde Shopping, gabinete da primeira-dama do Estado, Cooperativa de Artesãs Mulher Arte de Vencer (Coopemav) e Sebrae-Acre.

Na loja, peças de 56 artesãos formam o mostruário de produtos para comercialização.

Artesanato em marchetaria de Maqueson Pereira, bolsas e biojoias com sementes e resíduos em madeira de Rodney Paiva, e a linha de sapatos de José Rodrigues de Araújo, o Doutor da Borracha, compõem a cartela de produtos.

Com um produto reconhecido internacionalmente, Doutor da Borracha, acredita no potencial de vendas da loja (Foto: Angela Peres/Secom)

Outras peças oferecidas levam a marca do artesanato indígena, do conceito em madeira, sementes e outras.

Segundo a presidente da Coopermav, Otília Melo, que gerencia a loja, com apenas um ano de criação do espaço há muito a ser comemorado.

“Na loja temos o que existe de melhor. Nosso artesanato tem um diferencial e uma diversidade cultural incrível. Ao entrar na loja, o acreano sente orgulho do que produzimos. Vendemos para Japão, França e outros países. Tivemos um resultado muito positivo nas vendas”, disse.

Com um produto reconhecido internacionalmente, Doutor da Borracha, acredita no potencial de vendas da loja.

“Vale muito à pena esse espaço, pois proporcionou um grande resultado nas minhas vendas com os sapatos com apenas um ano de funcionamento.  Além disso, deu visibilidade ao meu produto”, comentou.

Para Marlúcia Cândida, uma das incentivadoras do programa de artesanato no Estado, o setor superou as dificuldades num ano considerado de crise no país.

“Num momento como esse é importante dizer que me orgulho muito pelo trabalho construído em parceria. Com todas as dificuldades e limitações do mercado vocês não deixaram que a chamada crise abalasse a autoestima e acreditaram no lindo trabalho que realizam. Sintam-se abraçados pelo governo, pois estamos aqui para motiva-los ”, disse.

Difusão do artesanato

Uma outra ação de difusão do setor é fruto do Convênio Artesanato Sustentável firmado entre a Sepn e o Sebrae-Acre. O projeto beneficiou os pontos de vendas de artesanato em Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

“Agradecemos pela parceria com o governo do Estado cada vez mais afinada. Com isso temos conseguido chegar a bons resultados para consolidar a cadeia produtiva do artesanato. Hoje temos uma política pública para o setor, isso é fruto dessa sintonia para que os bons resultados venham”, disse Aldemar Maciel, gerente da Unidade de Atendimento Coletivo em Comércio e Serviços do Sebrae-Acre.

Participação nas feiras nacionais

Além das feiras no shopping e da loja Acre, Made in Amazônia, o artesanato acreano ganhou o Brasil em 2016. Participou de três feiras e rodadas nacionais de artesanato. Em duas delas o caminhão do Artesanato Acreano saiu da capital pela primeira vez.

“Foi um ano de luta, mas conseguimos vencer. Na Feira Brasil Original em São Paulo, o estande do Acre foi eleito o mais bonito e líder de vendas à frente de Minas e Pernambuco, duas referências do artesanato. Temos muito a comemorar, graças a iniciativa do governo do Estado e coordenação estadual”, ressaltou Otília.

Mais notícias