Nota oficial – Justiça, verdade e solidariedade

09.01.2017 19:59 Por Da Redação

Mais uma sentença da Justiça Federal confirma a inocência de cidadãos denunciados e presos na chamada Operação G-7, deflagrada pela Polícia Federal em maio de 2013.

É reconfortante ver a verdade reposta e os direitos constitucionais assegurados pela Justiça Federal.

Garantido o legítimo direito de defesa, os envolvidos pela Operação G-7 responderam questionamentos, esclareceram fatos e provaram a inocência nos autos de processos justos e rigorosos.

O que se lamenta, no entanto, é a completa impossibilidade de reparação dos efeitos causados pelos excessos da tal Operação G-7, quando usou a força desproporcional, prendeu antes da defesa e expôs à execração pública pessoas sem culpa formada.

Tais abusos chocaram a comunidade acreana, desestabilizaram famílias e se agravaram a ponto de comprometer fatalmente a saúde de dois chefes de família, que tiveram a exposição convertida em tragédia.

Os fatos chamam à reflexão, aconselhando muita responsabilidade, humildade e parcimônia na aplicação do poder, na abordagem política e no trato da informação em episódios que exigem esclarecimentos públicos, mas não devem prestar-se à massa de manobra de interesses ocultos.

A nova sentença judicial absolvendo 21 acusados, do juiz da Terceira Vara Federal de Rio Branco, publicada nesta segunda-feira, 9 de janeiro, refere-se às investigações no processo licitatório da concorrência pública para construção de casas na Cidade do Povo.

Deixo aqui a minha fé na democracia, minha confiança na Justiça e, especialmente, minha solidariedade a todos que sofreram e sofrem com a injustiça deste lamentável caso.

Tião Viana

Governador do Estado do Acre