http://www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2018/04/oca_4-1200x400.jpg
Governo

OCA recebe kit para coleta de identificação biométrica móvel

Rayele Oliveira
13.04.2018 15:32
Atualizado 16.04.2018 às 13:34

A Central de Serviço Público (OCA) inova mais uma vez sua política de atendimento prestado ao cidadão. Desta vez com a modernização do Projeto OCA Móvel, que recebeu do Instituto de Identificação da Polícia Civil nesta sexta-feira, 13, um kit de equipamentos para a coleta de biometria para a emissão de documentos civis.

Servidores fizeram a demonstração do funcionamento dos aparelhos (Foto: Val Fernandes/Secom)

O OCA Móvel trata-se de um serviço prestado a pessoas privadas de acessibilidade aos atendimentos básicos de documentação. Entre os muitos casos atendidos estão idosos com dificuldade para locomoção, crianças com necessidades especiais, pessoas em tratamento nos hospitais e reeducandos em unidades penitenciárias.

Com a aquisição dos equipamentos, a ideia é dar celeridade ao processo de emissão e entrega. “É motivo de alegria para a Polícia Civil consolidar essa parceria, que vai refletir efetivamente naquele cidadão com difícil mobilidade, de modo que conseguiremos atender com muita eficiência e agilidade a todas as demandas que surgirem quando as famílias dessas pessoas nos procurarem”, explicou o diretor do Instituto Sandro Rodrigues.

Durante a solenidade de entrega, a secretária de Gestão Administrativa Sawana Carvalho resumiu o significado do projeto: cidadania. “Falar de OCA é falar, sim, em cidadania. E essa parceria vem para completar e fortalecer essa política de atendimento com humanização, pela qual nosso governo tanto prima”, disse.

Gestora da SGA Sawana Carvalho (E), diretor do Instituto de Identificação Sandro Rodrigues e diretora-executiva da OCA Margareth Cavalcanti (Foto: Val Fernandes/Secom)

Em 2017, a meta do OCA Móvel era realizar 420 atendimentos, superada com o registro de 575. A diretora-administrativa e responsável pelo projeto, Waniza Costa, explica como fazer para ter acesso: “O serviço funciona mediante agendamento, mas a família não precisa vir até aqui para solicitá-lo. Basta acionar o 3215-2400 e repassar a situação em que o cidadão se encontra e a equipe vai até ele. Isso porque nós entendemos que para prestar um bom atendimento, basta a capacidade de se colocar no lugar do outro”.

“Vale ressaltar que o Acre é o único no Brasil detentor de uma central que disponibiliza um modelo de projeto como esse que nós executamos”, informou a diretora-executiva da OCA Margareth Cavalcanti.

Leia também: OCA terá novo horário de funcionamento a partir da próxima segunda

Mais notícias