Segurança

PM apreende nove armas de fogo e 15 quilos de drogas no fim de semana

Jean Messias
09.01.2017 16:07

Patrulhamento constante da Polícia Militar resultou na apreensão de 12 armas de fogo (Foto: Assessoria PMAC)

Durante o fim de semana, a Polícia Militar prendeu 12 pessoas em locais diferentes por crimes de formação de quadrilha, porte ilegal de arma de fogo, roubo, tráfico de drogas e receptação.

Na madrugada de sábado, 7, os policiais do 4° Batalhão apreenderam três armas de fogo no Conjunto Esperança. A ação ocorreu após as guarnições frustrarem um roubo. Três pessoas acabaram presas.

Na noite do mesmo dia, após uma denúncia anônima, homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) desarticularam uma quadrilha no bairro Bosque. Na ocorrência, foram apreendidas duas armas de fogo. Quatro homens e um menor foram conduzidos à delegacia.

Ainda na noite de sábado, policiais de Brasileia prenderam um homem com 15 quilos de cocaína durante patrulhamento de rotina.

Desmanche de motocicletas e mais armas de fogo

Na manhã de domingo, 8, após denúncia anônima, os militares do 3° Batalhão chegaram a um galpão no bairro Bahia Nova que era usado para fazer desmanche de motocicletas. Três motos com restrição de roubo ou furto estavam no local. O autor ainda portava duas armas de fogo.

Outra viatura do 3° Batalhão apreendeu um revólver calibre 38, com seis munições intactas. Uma pessoa tentou fugir, mas acabou capturada.

No domingo à noite, uma guarnição do 4° Batalhão prendeu dois homens com uma arma de fogo na região do Calafate.

Segundo o diretor operacional da PM, coronel Márcio Alves, os resultados são fruto das ações operacionais, específicas da PM, visando coibir atos criminosos no estado.

“De acordo com as diretrizes traçadas pelo Alto Comando, a ordem é para que as unidades operacionais concentrem todos os esforços na prevenção, por meio do redirecionamento do policiamento para atividades de abordagens a pessoas e veículos suspeitos”, disse.

O oficial ressalta o reforço do policiamento, o empenho e a atenção dos policiais nas ruas. “Em todas as áreas foram criadas guarnições exclusivas para executar essas abordagens, concomitantes com a Operação Saturação Máxima [OSM], de forma a gerar uma inquietação nos indivíduos e grupos criminosos e, dessa forma, evitar às condutas criminosas, em especial os crimes contra o patrimônio e a vida. O resultando não poderia ser outro, pois, incansavelmente, todos os militares estão empenhados em cumprir sua missão”, finalizou.

Mais notícias