Saúde

Profissionais da área de saúde participam de curso sobre psicomotricidade

Rose Farias
10.10.2017 8:00

Profissionais da área de saúde participam do curso sobre psicomotricidade relacional. A atividade foi realizada durante toda a segunda-feira, 9, em tempo integral, e também na manhã desta terça, 10, no Afa Jardim.

A atividade faz parte do plano de ação de um projeto piloto de formação intersetorial para trabalhar com a primeira infância. O plano tem como foco o investimento nas pessoas responsáveis pelo desenvolvimento da criança.

O grupo é composto por médicos, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, professores, coordenadores e outros profissionais, que irão atuar com crianças na faixa etária de 0 a 3 anos.

O curso é promovido no Acre pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde com o Programa Primeira Infância Acreana (PIA) e o gabinete da primeira-dama Marlúcia Cândida em parceria com o Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba (PR), e o Centro Internacional de Análise Relacional (CIAR).

A ação é fruto de uma formação ofertada pela Universidade de Harvard (EUA), em março deste ano, e do Curso Internacional de Liderança Executiva em Desenvolvimento da Primeira Infância, realizado em São Paulo, no mês junho. Na oportunidade, Marlúcia Cândida e a vice-governadora Nazareth Araújo apresentaram a experiência do PIA.

Primeira-dama Marlúcia Cândida participou da abertura do curso (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Formação diferenciada

Uma equipe do CIAR, composta por José Leopoldo Vieira, Maria Isabel Bellaguarda Batista, Rodrigo Dall’Stella Feller e Luis Aberto Pereira Martini, ministra a capacitação, que também será realizada em Curitiba, Londrina (PR) e Fortaleza (CE).

“Da imersão em Harvard e São Paulo, vimos a necessidade de aplicarmos essa formação. É preciso trabalhar as emoções para alcançarmos transformações – o corporal, afetivo, intelectual e espiritual, com um olhar na qualidade da interação dos profissionais com as crianças e seus familiares. Essas crianças estarão mais preparadas para pensar, agir e conviver, em direção ao alcance de uma sociedade mais próspera e sustentável. Será uma troca muito rica”, disse Marlúcia Cândida.

Para Maria Isabel Bellaguarda Batista, com a experiência vivenciada ficou evidente a necessidade de qualificação para o desenvolvimento do processo intersetorial com eficácia e qualidade.

Equipe do CIAR ministra a capacitação no Acre (Foto: Alexandre Noronha/Secom)

“É preciso dar qualidade principalmente à relação do adulto e da criança. É fundamental para que essa criança possa se desenvolver melhor, para termos no futuro uma sociedade mais humana e solidária. Isso é decorrência essencialmente de um preparo de formação com base no desenvolvimento pessoal de cada um. A ideia é ultrapassar a perspectiva teórica e técnica, e qualificar afetivamente, em termos de mensagem e de estratégias relacionais, a qualidade dos serviços que prestamos e da atenção que podemos oferecer às nossas crianças”, comentou Bellaguarda.

A vice-governadora Nazareth Araújo falou da proposta de formação como elemento essencial para a aprendizagem intelectual e emocional do profissional.

“Esse olhar de carinho com o profissional é uma oportunidade para que ele se conheça melhor via psicomotricidade, um conceito que precisa ser mais aplicado. O curso será transformador ao promover o despertar para uma atenção diferenciada, para que eles sejam sensíveis, tenham suas necessidades reconhecidas e um contato mais qualificado e atencioso com as nossas crianças. Parabéns pelo trabalho da Marlúcia Cândida. Ela é extremamente envolvida com o PIA. Isso nos deixa muito contente”, ressaltou a vice-governadora.

Mais notícias