http://www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2018/10/Foto-Sérgio-Vale-Secom-1200x400.jpeg
Governo

Serenidade e espírito de cooperação irão marcar transição de governo, afirma Tião Viana

Arison Jardim
08.10.2018 15:33
Atualizado 11.10.2018 às 14:18

Em coletiva na manhã desta segunda-feira, 8, o governador Tião Viana afirmou que a decisão popular é soberana e que sua equipe de governo irá realizar a transição “de forma serena e com cooperação”. Logo após a coletiva, o governador eleito Gladson Cameli ligou para Tião Viana e em uma conversa respeitosa iniciaram as tratativas.

Tião Viana afirmou que o governo fará uma transição com total transparência (Foto: Sérgio Vale/Secom)

“Meu papel é desejar pleno êxito à gestão do governador eleito. Todo o caminho da transição será com serenidade, espírito de cooperação, com a formalidade da lei e a boa fé, a fim de que ele tenha as informações suficientes para traçar sua estratégia e suas decisões de governo para a próxima gestão”, afirmou Tião Viana.

Perguntado sobre como julgava o resultado das eleições, o governador declarou gratidão ao povo que o elegeu duas vezes senador e duas governador e que é preciso reconhecer a decisão ocorrida. “O voto dado tem que ser respeitado e legitimado. Temos que esperar a história, para que ela julgue as consequências do voto dado. Esta decisão do voto é por um outro caminho administrativo e representatividade política, isso faz parte da democracia”, afirmou.

Sobre seu legado, o governador fez um balanço dos últimos sete anos de gestão, na qual enfrentou desde o começo uma crise nos repasses constitucionais do Fundo de Participação dos Estados (FPE), por parte do governo federal.  Mais de R$ 1 bilhão deixou de ser repassado ao Acre, recursos que são obrigatórios, segundo a Constituição.

Mesmo assim, nesse período, o governo do Estado executou mais de R$ 4,5 bilhões em investimentos em diversas áreas, como saúde, segurança e educação, além do setor econômico. Com isso, o Acre passou a ter um novo cenário na agroindustrialização, valorizando o agricultor familiar e aliando a conservação ambiental.

Na educação, por exemplo, o Acre está entre os dez primeiros do Brasil no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) – 6º em Ensino Fundamental e 7º em Ensino Médio. Na Região Norte, o Acre é o 1º no Ensino Fundamental e Ensino Médio. “Quem conhece o Acre de 20 anos atrás reconhece o tanto que transformamos este estado, de mãos dadas com todas as pessoas.”

O governador falou ainda do compromisso de concluir sua gestão, terminando as obras de saúde como o Hospital Regional do Alto Acre, a UPA de Cruzeiro do Sul e o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb). São mais de R$ 160 milhões sendo executados nessas obras.

Mais notícias