http://www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2015/09/senana_turismo_27_09_2015-angela_peres-7.jpg
Economia

Tião Viana assegura R$ 2,8 milhões para investimentos em turismo na próxima gestão

Maria Meirelles
05.11.2018 8:10
Atualizado 09.11.2018 às 18:46

Detentor de 87% de floresta nativa e vasta diversidade cultural, o Acre agrega grande potencial turístico. Nos últimos anos, o governo do Estado apostou na consolidação do turismo de base comunitária e é numa demonstração de compromisso com essa política pública que o governador Tião Viana garantiu R$ 2,8 milhões para investimentos na próxima gestão.

Rio Croa, Vale do Juruá (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

O montante é fruto dos resultados da política estadual de desenvolvimento sustentável executada por meio do Programa Global REM, financiado pelo Banco Alemão KfW. A iniciativa consiste no pagamento por resultados de emissões de carbono reduzidas, geradas pela redução do desmatamento.

Como legado, o governo deixa ainda a implantação da Lei Estadual de Turismo, bem como a construção de planos de turismo de base comunitária da Reserva Extrativista Cazumbá-Iracema (Sena Madureira), do Parque Nacional da Serra do Divisor (Mâncio Lima), do Seringal Cachoeira (Xapuri) e da Trilha Chico Mendes (Brasileia).

“O Plano de Turismo de Base Comunitária especifica os investimentos necessários para que o turismo seja impulsionado em cada região. Além disso, construímos o Plano Estratégico do Turismo, com vigência até 2020, que agrega estratégias operacionais e metas”, explica a gestora da área, Rachel Moreira.

A Secretaria de Estado de Turismo e Lazer (Setul) e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) também consolidaram o Plano de Desenvolvimento Sustentável (PDS) da comunidade do Rio Croa, em Cruzeiro do Sul. Paralelo, o governo também realiza ações de fomento ao turismo na Santa Raimunda do Bom Sucesso, em Assis Brasil, e nas aldeias Barão e República, dos povos Puyanawa e Nukini, situadas em Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima.

A expectativa na comunidade é de que, com os planos e a regularização no que toca ao dia a dia, à interação entre os moradores e às atividades econômicas, além do aumento do fluxo do turismo, venha a dar melhor qualidade de vida aos moradores.

Festivais indígenas

Comunidades indígenas estão entre as contempladas pelo turismo de base comunitária (Foto: Alexandre Noronha/Arquivo Secom)

Os investimentos em turismo no Acre estão pautados no conceito da política de desenvolvimento sustentável, com foco no misticismo da floresta, como os geoglifos, o turismo de base comunitária e o fortalecimento dos festivais indígenas.

A diversidade étnica acreana impulsiona uma verdadeira revolução cultural no estado, que somente neste ano foi palco de mais de 40 festivais promovidos em Terras Indígenas.

“Para se ter uma ideia, em 2013 tínhamos apenas três festivais indígenas sendo realizados em todo o Acre. No ano passado, saltamos para 27 e este ano estão previstos 43, com a participação de turistas nacionais e internacionais, além de contarmos com o apoio do governo do Estado”, destaca Rachel Moreira.

Para 2019

Investimentos em turismo estão pautados no conceito da política de desenvolvimento sustentável (Foto: Diego Gurgel/Arquivo Secom)

Com recurso assegurado, a missão da próxima gestão é fortalecer os planos de turismo de base comunitária ao impulsionar as ações estratégicas definidas em conjunto com a comunidade.

A verba oriunda do programa REM também prevê a qualificação profissional dos agentes comunitários e a construção de infraestrutura necessária para impulsionar a atividade econômica nas localidades.

Leia também:

Festivais indígenas celebram cultura e espiritualidade dos povos do Acre

Trilha Chico Mendes: os caminhos do desenvolvimento sustentável

Mais notícias