http://www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2018/07/roda_de_conversa_alunos_kjk_foto_luciano_pontes-2-800x400.jpg
Cidades do Acre

Unidade Móvel de Acolhimento à Mulher leva cidadania à Brasileia

Luciano Pontes
03.07.2018 15:57
Atualizado 04.07.2018 às 16:07

“Eu não sabia que nós mulheres tínhamos tantos direitos como soube hoje. Se na época que eu fui vítima de violência doméstica soubesse disso, teria sido diferente. Teria tomado uma decisão mais rápida e procurado os serviços oferecidos pelo Estado”, ressaltou a dona de casa Patrícia Araújo, residente no Ramal Nazaré, bairro 28 de Março, em Brasileia.

Unidades itinerante levou serviços do INSS, orientações sobre direitos entre outros (Foto: Luciano Pontes/SEPMulheres)

A Unidade Móvel de Acolhimento à Mulher esteve em Brasileia durante o aniversário da cidade, iniciando os atendimentos no bairro 28 de Março, no Ramal da Nazaré, e depois para os alunos da escola Kairala José Kairala.

Durante todo o dia, os moradores participaram de palestras sobre a Lei Maria da Penha, violência doméstica, relações sociais de gênero e receberam informações e orientações sobre os serviços oferecidos no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e no Centro Especializado de Atendimento à Mulher do Alto Acre (Ceam/Alto Acre).

A unidade móvel (ônibus Lilás) visa a implantação de um modelo de atendimento multidisciplinar composto por profissionais das áreas de serviço social, psicologia, atendimento jurídico e segurança pública. A proposta consiste em atender às necessidades de atenção às mulheres do campo, possibilitando a identificação de demandas que usualmente não são identificadas.

A prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem, falou da Alegria e da importância da participação da Unidade Móvel no aniversário do município. “Para nós é sempre uma alegria muito grande receber essa equipe aqui no nosso município, e dizer que eu não poderia fazer as comemorações dos 108 anos de Brasileia sem incluir as políticas públicas para nós mulheres, para as mulheres que não tem vez, que não tem voz e para as mulheres vítimas de violência. Eu como prefeita mulher, é meu dever e minha responsabilidade garantir que tenhamos os mesmos direitos, para que a gente consiga diminuir essa violência absurda contra as mulheres”, disse .

A deputada Leila Galvão destacou o compromisso do Governo do Estado com as Políticas Publicas para as mulheres. “O Governo do Estado do Acre criou todas as oportunidades para garantir os direitos das mulheres. A equipe da SEPMulheres tem trabalhado com esse serviço de atendimento itinerante, sobretudo naqueles municípios mais distantes. Não é a primeira vez que esse ônibus chega a região do Alto Acre para prestar serviços tão importantes para nossas mulheres”, destacou Leila.

Segundo a secretária Concita Maia, a atividade amplia os serviços da Rede de Atendimento Especializada. “Aqui em Brasileia nós estamos com importantes parcerias, como da Prefeitura de Brasileia, da Deputada Leila Galvão e da defensoria Pública, para que nós possamos através da Unidade Móvel de Acolhimento, garantir os direitos das mulheres, levando informações para as mulheres ribeirinhas, as mulheres extrativistas, as mulheres rurais, assim como também as mulheres da cidade”, finalizou a gestora da SEPMulheres.

O atendimento foi uma parceria entre o governo do Estado, por meio da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SEPMulheres), Defensoria Pública, Prefeitura de Brasileia, União Municipal dos Moradores de Brasileia (Umamb)  e Gabinete da Deputada Leila Galvão.

Mais notícias