https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/06/WhatsApp-Image-2019-06-05-at-9.00.22-AM-2.jpeg?resize=1108%2C400&ssl=1
Governo

A pedido do governador Gladson Cameli, Hospital de Amor de Barretos fará parceria com Saúde do Juruá

Resley Saab
05.06.2019 9:17
Atualizado 05.06.2019 às 9:21

Carreta fará exames itinerantes na zona rural dos municípios da região

Uma equipe de médicos e administradores do Hospital de Amor de Barretos esteve nesta terça-feira, 4, fazendo uma avaliação para a viabilidade de instalar serviços de exames e consultas preventivas do câncer nas unidades de saúde estaduais de Cruzeiro do Sul.

A visita técnica atende a um pedido pessoal do governador do Estado do Acre, Gladson Cameli, à instituição que é referência no Brasil no tratamento desse tipo de doença e que em Rio Branco terá em muito breve um hospital em funcionamento.

“Pedi pra que viessem por entender que os médicos do Hospital poderiam permitir um atendimento qualificado para nossa população do Juruá, com o apoio, claro de nossa equipe de saúde. E eles, compromissados com seu trabalho e com o servir às pessoas, vieram”‘, afirmou Gladson Cameli, em tom de agradecimento aos profissionais.

Os especialistas do Hospital de Amor percorreram os hospitais e centros de Saúde de Cruzeiro, incluindo o Hospital da Mulher e da Criança do Juruá ‘Irmã Maria Ivete Della Santa’. E aprovaram o que viram.

“Em linhas gerais, a população de Cruzeiro do Sul está muito bem servida com uma infraestrutura física de qualidade. As unidades são muito bem conservadas e adequadas para o tipo de atendimento que oferecemos”, afirmou o médico coordenador do Hospital de Amor de Barretos, o médico César Maurício da Silva.

Os especialistas do Hospital de Amor percorreram os hospitais e centros de Saúde de Cruzeiro, incluindo o Hospital da Mulher e da Criança do Juruá ‘Irmã Maria Ivete Della Santa’. (Fotos: Marcos Vicentti/Secom)

Embora as inspeções aos hospitais, centros e unidades de saúde tenham sido o primeiro passo, não há um prazo para que os atendimentos comecem.

“Vamos precisar treinar profissionais locais, por exemplo, para que eles realizem esse trabalho diagnóstico e a prevenção da doença, de modo que essa filosofia de atendimento com qualidade seja contínuo, independente de nossos profissionais estarem aqui ou não. Mas o mais importante é que o Vale do Juruá está em condições muito avançadas para essa parceria”, completa Leonardo de Paula, que também faz parte da equipe de Barretos que está em Cruzeiro.

Os profissionais visitaram ainda as obras da Unidade de Pronto Atendimento de Cruzeiro, retomadas pelo novo governo Gladson Cameli, depois de ter sido entregue apenas com corredores e janelas pela administração passada.

Sobre a UPA, aliás, o governador afirmou que quer inaugurá-la “com as pessoas já sendo atendidas dentro”.

“No nosso governo não tem maquiagem. Essa UPA, mesmo inacabada como a encontramos, foi “inaugurada” na gestão passada apenas com os corredores e as janelas prontas. Retomamos a construção e ela hoje está quase acabada de verdade, para atender à nossa gente que mais precisa. E vamos celebrar a sua inauguração com as pessoas já sendo atendidas, com as pessoas dentro dela”, asseverou Gladson Cameli.

Com o secretário de Infraestrutura, Thiago Caetano, e o presidente do Deracre, Ítalo Medeiros, o governador conversou com os trabalhadores e visitou as instalações.

Carreta itinerante fará exames de prevenção de câncer de colo uterino

Entre as ações que serão postas em prática para atender à população carente, sobretudo a que mora na zona rural dos municípios que compõem o Vale do Juruá, estão os exames preventivos que poderão ser feitos por meio de um serviço itinerante.

Uma carreta equipada com mamógrafos e outros aparelhos específicos para o diagnóstico de câncer percorrerá a zona rural de Rodrigues Alves, Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima, levando atendimentos às famílias de agricultores da região.

Segundo ressalta o psicólogo João Paulo Silva, coordenador do Hospital de Amor de Barretos no Acre, o caminhão terá um custo de R$ 90 mil por mês e partir de julho próximo, começam as capacitações dos profissionais que trabalharão na unidade. “Serão oferecidos exames de mamografias para mulheres de 40 anos, e o preventivo de câncer de colo de útero às de 25”, frisa o coordenador. Parte dos custos para o programa deve sair dos cofres do governo do estado.

Mais notícias