https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/08/foto-governo-4.jpg?resize=481%2C400&ssl=1
Geral

A Voz das Selvas completa 75 anos no ar

Ecimairo Carvalho
25.08.2019 7:00
Atualizado 26.08.2019 às 17:41

A história da Rádio Difusora Acreana se confunde com a história do Acre e entender uma é compreender melhor a outra. Ao longo das últimas sete décadas e meia, várias gerações de acreanos cresceram, seja nos seringais, nos municípios do interior ou em Rio Branco, ouvindo a Voz das Selvas.

Nos mais longínquos lugares do estado, a emissora sempre foi o único elo entre o homem do campo e a informação. Foi pelas ondas sonoras da emissora, que durante décadas, os principais fatos da história do estado chegaram aos lares acreanos. Além de informar, a Rádio Difusora Acreana teve outro papel fundamental para a área de comunicação.

A Rádio AM mais atinga da região Norte completa 75 anos foto: Neto Lucena/Secom

Foi a principal escola para muitos jornalistas e radialistas do estado. Trabalhar na emissora era o sonho de muitos. Sonho realizado pelo narrador esportivo Zezinho Melo que, em 1962, aos 12 anos de idade, o pequeno menino de Brasileia, começou a trabalhar como office boy na emissora. Mais tarde, por conta de sua dedicação, passou a ser sonoplasta.

A TV tem o recurso da imagem, mas é o rádio que desperta a imaginação das pessoas. Quanto mais forte a entonação do locutor, mais ligado fica o ouvinte. “Meu sonho era ser narrador de futebol. Tive que enfrentar um concurso e ser aprovado pelos melhores da época”, disse Zezinho.

Em 1970, Zezinho Melo começou oficialmente a transmitir jogos de futebol na Voz das Selvas.

Zezinho Melo trabalha na voz das selvas a quase 60 anos Foto: Neto Lucena/Secom

São 49 anos levando emoções por meio das ondas do rádio, mas a cada nova partida, Zezinho Melo narra como se fosse a primeira vez.

Com 69 anos de casa, o gogó de ouro é um dos mais antigos funcionários da emissora na atualidade. “Esse governo valorizou a Rádio Difusora Acreana, incentivou os profissionais que estavam desacreditados”, disse Melo.

Em 7 de agosto de 1944, a Rádio Difusora Acreana fez a primeira transmissão em caráter experimental. Mas foi a partir de 25 de agosto que a rádio começou a operar oficialmente.

O diretor da emissora, Raimundo Fernandes, disse que hoje a mais antiga rádio AM da região Norte voltou a ser uma emissora do povo. “O governador teve um olhar diferenciado para nossa Difusora, hoje a emissora opera simultaneamente com dois transmissores”, disse Fernandes.

 

Mais notícias