https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2018/06/Malária.jpg?resize=780%2C400&ssl=1
Saúde

Acre apresenta redução de 36% nos casos de malária

Resley Saab
07.06.2018 10:20
Atualizado 08.06.2018 às 17:41

Com o esforço do governo do Estado, o combate à malária está apresentando bons resultados. Prova disso, é a redução de 36% nos casos da doença registrados no Acre de janeiro a maio, comparado ao mesmo período do ano passado.

Outra redução ainda mais expressiva ocorreu no município de Cruzeiro do Sul que teve uma redução de 53% se comparados os primeiros 5 meses de 2017, em relação a este ano.

No Acre, mais de 98% dos casos da doença estão concentrados em Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves, que formam a Regional do Juruá.

As atividades estão sendo intensificadas, com equipes regionalizadas, que atuam no controle dos serviços e monitoramento da doença.

“É importante ressaltar que essa redução vem ocorrendo com o maior índice em um dos municípios que hoje está em primeiro lugar em número de casos no país que é Cruzeiro do Sul”, destaca a gerente do Departamento de Vigilância e Saúde Ambiental e Controle de Endemias da Sesacre Marília carvalho.

Em parceria com o Ministério da Saúde (MS), o Acre conseguiu recursos em torno de 2,6 milhões de reais para a aquisição de materiais destinados ao Plano de Apoio às Ações de Eliminação de Malária Falciparum. Parte do equipamento já está sendo entregue.

“Continuamos fortalecendo as ações no Juruá. Até o fim do mês estaremos entregando a segunda fase do projeto de fortalecimento”, conta o diretor de Vigilância em Saúde da Sesacre, Moisés Viana.

Viana explica ainda que na primeira fase, a regional do Juruá recebeu computadores, ar condicionados, bebedouros e telefones. Ainda neste mês de junho, será entregue a segunda parte de materiais que são carros, motocicletas, pulverizadores, microscópios e grupo gerador.

Por meio de ações integradas entre estado, municípios e Ministério da Saúde (MS) são realizadas capacitações de Agentes de Combate a Endemias (ACE) e microscopistas, oficinas de atualização do manejo clínico para médicos e enfermeiros, entre outras atividades.

As principais ações desenvolvidas contra a malária são exames diagnósticos, borrifação de veneno nos domicílios e atividades de prevenção e orientação promovidas pelo município, com apoio do governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde (Sesacre), além da entrega de medicamentos para tratamento nas residências.

Mais notícias