https://i2.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2009/04/fotos_00_marco_09_nilca.jpg?resize=500%2C400&ssl=1
Governo

Acre assina Pacto pelo Enfrentamento à Violência contra Mulher na presença da Ministra Nilcéa Freire

Da Redação
14.04.2009 11:20
Atualizado 15.12.2013 às 5:09

Documento será firmado entre Governo do Estado Estado e Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres

nilca.jpg

Nilcéa Freire participa do ato que será realizado nesta quarta-feira, em Rio Branco

O governador Binho Marques e a Ministra Nilcéa Freire, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM), firmam um Pacto pelo Enfrentamento à Violência contra Mulheres no Acre. O documento será assinado durante o 1º Seminário Estadual pelo Fim da Violência e pela Organização Produtiva das Mulheres do Campo e da Floresta que inicia nesta quarta-feira, 15, a partir de 9 horas com a participação de representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário e da senadora Marina Silva.

O seminário organizado pela Assessoria Especial da Mulher do Estado do Acre, em parceria com a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM), o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e a Eletronorte é realizado com o objetivo de concentrar ações e medidas de prevenção, redução e combate à violência contra as mulheres que vivem e trabalham na zona rural. No evento será lançada a campanha Mulheres Donas da Própria Vida e o Programa de Organização produtiva de Mulheres Rurais. Também será feita entrega simbólica do kit de Fortalecimento dos Coordenadores Municipais da Mulher.  

Um diagnóstico sobre a violência contra mulheres do campo e da floresta vai ser apresentado pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres. Segundo dados da SPM, de janeiro de 2008 a março de 2009 foram registradas pela Central de Atendimento às Mulheres – Ligue 180, 441 chamadas provenientes do Acre.

Do total de ligações recebidas em 2008, a central registrou 51% de agressão física contra as mulheres, 26% violência psicológica e 5% de situações de cárcere privado. Quase 100% das chamadas são feitas por mulheres. Menos de 30% afirmam ter relacionamento estável. Nos primeiros meses de 2009 as queixas apontam 25% de violência física, 50% de violência psicológica e 13% de violência sexual. Apenas 8% das mulheres que procuraram o serviço dizem viver em área rural.

O seminário, que abordará ainda a Organização Produtiva de Crédito e Microcrédito ATER/ATES para trabalhadoras rurais do Acre pretende identificar as políticas necessárias para a prevenção de agressões físicas, psicológicas, sexuais, e outras formas de violência doméstica. Na quinta-feira, 16, a oficina Mulheres Tecendo um Mundo Sem Violência, a ser promovida no auditório da Seaprof  às 9 horas, finaliza com a composição da Rede Estadual pelo Fim da Violência contra a Mulher.

 


Leia também:

 

 

Mais notícias