https://i1.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2018/03/Altair-Mendes-04-210.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Saúde

Acre realiza 43° transplante de fígado e salva mais uma vida

Da Redação
29.10.2018 15:12
Atualizado 05.11.2018 às 9:03

O Acre continua salvando vidas por meio da realização de transplantes de órgãos.

Na madrugada desta segunda-feira, 29, mais um transplante de fígado foi realizado no Hospital das Clínicas, em Rio Branco.

Dessa vez quem ganhou a oportunidade de continuar vivendo foi Raimundo de Jesus Gomes, 40 anos, morador da capital acreana.

O órgão foi doado pela família de um jovem de 16 anos, vítima de traumatismo craniano, que residia em Goiânia (GO). O fígado chegou a Rio Branco durante a madrugada, em uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB).

Esse é o 43º transplante de fígado, além de 91 transplantes de rim e 210 de córneas, totalizando 344 procedimentos realizados no estado até o momento. É importante sempre lembrar que outros 300 transplantes foram viabilizados via Tratamento Fora de Domicílio (TFD) e realizados em outros centros do país.

“Transplante significa salvar vidas. Não tenho dúvidas de que essa é uma das maiores marcas do governo Tião Viana na saúde. O Acre consolidou, com todas as dificuldades, essa política pública que representa a última esperança para pacientes que têm no transplante uma esperança para continuarem vivendo”, destaca o secretário de Estado de Saúde, Rui Arruda.

A prova dos avanços na saúde é o reconhecimento que o Acre tem na área de transplantes. De acordo com a Associação Brasileira de Transplantes (ABTO), o estado é o quinto que mais realizou, proporcionalmente, transplantes de fígado no Brasil em 2017.

Leia também: Recusa familiar ainda é um dos principais obstáculos para transplante de órgãos

Mais notícias