https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/10/LRM_EXPORT_22307252077000_20191007_111032526.jpeg?resize=1200%2C400&ssl=1
Acre

Alunos de projeto social da PM participam de cursos no 5º Batalhão

Lilia Camargo
08.10.2019 7:54
Atualizado 08.10.2019 às 9:08

Engana-se quem pensa que o trabalho da Polícia Militar é exclusivamente prender suspeitos de crime e realizar patrulhamento preventivo. Mais do que isso, pelo menos no Acre, a Polícia Militar tem desenvolvido um papel de grande relevância, promovendo projetos e atividades sociais, que alcançam todos os dias centenas de jovens, crianças e adolescentes, tirando-os da ociosidade e das garras do crime.

Um dos projetos mais bem vistos pela sociedade acreana tem sido o projeto “Em forma com o 5º Batalhão”. Alunos de escolas públicas que vivem em regiões periféricas e em situação de vulnerabilidade social, recebem aulas de jiu jitsu três vezes por semana e, através de uma parceria entre a Prefeitura de Rio Branco e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), agora são incluídos em cursos profissionalizantes.

“Nós aproveitamos que o Senac estava em busca de um local para realizar os cursos que são ministrados em uma unidade móvel e oferecemos o espaço, na condição de que dessem oportunidade ao maior número de alunos possíveis do projeto. Aqui eles estão recebendo aulas práticas de informática básica, manutenção de computadores e curso de cabeleireiro. Para nós é um prazer enorme proporcionar essa oportunidade, pois vão sair daqui já capacitados e prontos para entrar no mercado de trabalho, com certeza estamos fazendo a diferença na vida dessas crianças”, disse o comandante do 5º Batalhão, Major Ayrton Leitão.

O comandante do batalhão explica sobre a parceria que oferece os cursos profissionalizantes aos estudantes Foto: Marcos Vicentti/Secom

O projeto “Em forma com o 5º Batalhão” começou muito timidamente em 2017, com poucos equipamentos abraçando aproximadamente 40 alunos entre 12 e 17 anos, selecionados de escolas públicas da parte alta da cidade. Hoje, como apoio de outras instituições e o repasse de recursos, já adquiriram materiais como tatame e equipamentos de treino, garantindo a continuidade dos trabalhos. Dos 85 alunos que fazem parte do projeto atualmente, 30 participaram de um campeonato de jiu jitsu na semana passada e 15 voltaram para casa com medalha de ouro.

“Levamos 30 para o campeonato e quase todos voltaram com medalhas, 15 delas de ouro, o que nos leva a acreditar que estamos trabalhando no caminho certo. Esse ano ainda vamos promover o campeonato deles, em que vamos graduá-los de acordo com o tempo de treino, entregar prêmios e proporcionar a eles uma festa muito bonita. É um trabalho muito gratificante acompanhar os alunos e sua evolução”, explicou o sargento da PM e instrutor de defesa pessoal, Ricardo Ferreira.

Os estudantes participantes do projeto já participam de campeonatos em disputa com outras academias Foto: PMAC

O estudante Lúcio Nascimento, de 16 anos, é morador do bairro Eldorado e faz parte do projeto da Polícia Militar. Já com a faixa azul no jiu jitsu ganhou o campeonato na sua categoria em primeiro lugar, trazendo consigo a medalha de ouro. Ele também foi inserido no programa de capacitação profissional e hoje recebe aulas de informática básica pelo Senac.

“Eu conheci o projeto através da escola. Meu amigo me chamou e comecei a participar. Desde então tenho me dedicado, não falto nenhuma aula e cumpro os requisitos para permanecer no projeto. Sobre o curso de informática eu só tenho a agradecer, porque minha família não teria condições de proporcionar o curso para mim e hoje é o que mais exigem no mercado de trabalho”, finalizou agradecendo o estudante.

O estudante Lúcio Nascimento foi primeiro lugar no campeonato dentro de sua categoria e ganhou medalha de ouro Foto: PMAC

 

Mais notícias