https://i1.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/06/FB_IMG_1559919693667.jpg?resize=720%2C400&ssl=1
Cultura

Amazonense realiza show “Soul Amazônia” no Teatro Plácido de Castro neste sábado

Katiussi Melo
07.06.2019 11:15
Atualizado 07.06.2019 às 11:46

Músico, cantor e compositor, Eduardo Branco, nascido em Manaus, começou a cantar em corais de igreja e festivais de estudantes, morou boa parte do tempo no Norte do Brasil, de onde surgiram suas primeiras influências musicais. Residiu na cidade do Rio de Janeiro por 10 anos e atualmente mora em São Paulo. Ex-vocalista da banda Triplugados, segue em carreira solo, em busca de uma nova sonoridade e parcerias musicais.

O artista se apresenta neste sábado, 8, 19h30, no Teatro Plácido de Castro em Rio Branco. O show conta com o apoio do governo do Acre por meio da Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour.

De acordo com o músico, o evento tem como destaque a música autoral e regional, o “Soul da Amazônia” terá participação de Heloy de Castro e Cindy Alencar. “O show tem um repertório incrível e valoriza muito a nossa música Amazônica. Vamos fazer um espetáculo, com música de qualidade e valorizando repertório regional para todos que comparecerem ao Teatrão”, comentou Eduardo Branco.

Show Soul Amazônia (Fotos Divulgação)

Dentro de uma linha de tempo, sua carreira escreve uma trajetória que expressa de modo visceral a vivência tanto nos palcos, como na vida. Tem referências musicais de artistas como: Djavan, Pedro Mariano, Lenine, dentre outros que desenham sua estética sonora.

Eduardo Branco lançou seu primeiro trabalho autoral, o EP – “Vida de Artista” em Maio de 2012, contendo cinco faixas, e em fevereiro de 2016 foi lançado o Cd Algo Mais.

Agora em 2019, surge com seu novo show Soul da Amazônia, onde essa fusão de música pop e elementos da música regional amazônica ficam mais evidentes, com força e consistência. “Quem disse que não se faz sucesso no Brasil com música produzida na Amazônia? Temos inúmeros artistas conhecidos e respeitados nacionalmente e até internacionalmente”, destaca o artista.

Mais notícias