https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/05/2012_outubro_thumbnails_thumbnails_Secom_ACREAP280912473.jpg?resize=800%2C400&ssl=1
Saúde

Avaliação de marcapasso está sendo realizada em Cruzeiro do Sul

Fhaidy Acosta
31.05.2019 12:24
Atualizado 31.05.2019 às 13:45

Pacientes que utilizam marcapasso não precisarão mais viajar para se submeter à avaliação do aparelho. A Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por meio da Coordenação Regional de Saúde do Juruá/Tarauacá e Envira, implantou esta semana atendimento periódico para quem usa marcapasso. O procedimento será feito no Hospital do Juruá.

A espera na fila pela vaga para Tratamento Fora de Domicílio (TFD) demorava, às vezes, alguns anos porque dependia da regulação (vagas nos hospitais conveniados ). O acompanhamento é feito conforme a necessidade do paciente e caso precise realizar a troca da bateria do aparelho ele será encaminhado para Rio Branco pelo TFD.

O acompanhamento é feito conforme a necessidade do paciente, e caso precise realizar a troca do aparelho ele será encaminhado para Rio Branco pelo TFD para realizar o procedimento. (Fotos: Arquivo Secom)

Um cardiologista qualificado nesta área é quem opera o equipamento para a avaliação do marcapasso. O serviço será feito durante todo o ano ou quando se fizer necessário. O aparelho faz a avaliação da bateria e afere como está o funcionamento, sinalizando quando houver necessidade da troca ou reprogramação.

Teste de viabilidade

Antes da oferta do atendimento foi feito um teste inicial com 15 pacientes em Cruzeiro do Sul para confirmar a viabilidade de se fazer este procedimento na região do Juruá. O resultado foi considerado bastante positivo.

“Nesse primeiro momento, apenas dois pacientes tiveram que ser encaminhados para Rio Branco para reprogramação do marcapasso e troca de bateria, todos os demais tiveram suas necessidades atendidas na sua cidade”, explica Raquel Raquel Batista, coordenadora da Regional de Saúde do Juruá.

Redução de TFD

Atualmente 100 pessoas, aproximadamente, necessitam desse acompanhamento. Muitos estão há mais de dois anos sem passar pela avaliação.

Agora os pacientes poderão usufruir desse atendimento feito por um especialista, de três em três meses ou de acordo com o critério médico, tudo pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

“Nós queremos zerar a fila do TFD com relação à manutenção dos marcapassos. Há pessoas com dois e até três anos na fila esperando esse retorno. Isso é inadmissível. Esse trabalho trará tranquilidade para essas pessoas que residem e Cruzeiro do Sul porque serão avaliados periodicamente podendo assim ter uma melhor qualidade de vida”, enfatiza a coordenadora.

 

Mais notícias