https://i2.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/08/84.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Economia

Campanha da Caixa renegocia dívidas durante a Expoacre com descontos de até 90%

Lane Valle
03.08.2019 22:26
Atualizado 03.08.2019 às 22:26

A Caixa Econômica Federal lançou durante a Expoacre, uma campanha para renegociação de dívidas de créditos comerciais para pessoas físicas e empresas. Intitulada Você no Azul, a campanha segue até o final da feira agropecuária, domingo dia 4, no estande da Caixa no parque de exposições. A iniciativa visa proporcionar facilidades para regularização de débitos com atraso superior a 360 dias.

De acordo com o gerente da Caixa, Josemir Canizo, os clientes que aproveitarem a oportunidade contarão com descontos que variam entre 40% e 90% para liquidação à vista, conforme a situação dos contratos e o tipo de operação de crédito. Somente na primeira semana da Expoacre, já foram quitados R$ 274 mil reais à vista, cujo valor sem o desconto ultrapassaria mais de R$ 1,3 milhão.

Os clientes que aproveitarem a oportunidade contarão com descontos que variam entre 40% e 90% para liquidação à vista, conforme a situação dos contratos e o tipo de operação de crédito Fotos: Edson Bruno/Secom

“Uma oportunidade imperdível para quem tem alguma pendência com a Caixa de quitar seus débitos, com desconto de até 90%. Imagina limpar seu nome pagando apenas 10% do total da dívida. Uma grande oportunidade e facilidade durante a Expoacre”, incentiva.

A Você no Azul abrange cerca de 2,6 milhões de clientes pessoa física, dos quais 92% poderão quitar suas dívidas à vista por valores inferiores a R$ 2 milhões; e 320 mil pessoas jurídicas, em que 65% tem possibilidade de quitar à vista com valores inferiores a R$ 5 milhões.

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a ação facilita a regularização ou liquidação das dívidas em atraso dos clientes que estão com dificuldade de pagamento dos compromissos financeiros em condições especiais.

“Um dos nossos principais objetivos é resgatar o poder de compra e parcelamento dos clientes. Adequar seus compromissos à sua realidade financeira, e possibilitar que possa tomar novo crédito no mercado, com a exclusão da restrição em seu cadastro”, pontua.

Mais notícias