https://i1.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/06/WhatsApp-Image-2019-06-12-at-17.23.36.jpeg?resize=1200%2C400&ssl=1
Educação

Governo alerta sobre comportamento violento em namoros

Luana Lima
12.06.2019 17:45
Atualizado 13.06.2019 às 9:26

Dia dos Namorados foi escolhido para a ação educativa Quem Ama de Verdade não Machuca

Numa relação de amor saudável não há gritos, insultos, ameaças, humilhações, empurrões, pontapés ou quaisquer outras formas de agressões, sejam elas psicológicas ou físicas. Para combater a violência no namoro, o governo do Estado do Acre, por meio da secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM), lançou nesta quarta-feira, 12, a campanha ‘Quem Ama não Machuca’, que tem o propósito de alertar e esclarecer comportamentos violentos numa relação íntima entre jovens.

A secretária de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres, Claire Cameli, explica que a intenção é de contribuir com a reflexão social sobre o respeito conjugal entre um casal.

“O Dia dos Namorados foi escolhido com esse propósito de informar a sociedade sobre relacionamentos abusivos e demais formas de violências, para ajudar os jovens e os pais a compreenderem o perigo que a violência traz. Quando levamos informação à comunidade, as pessoas passam a enxergar que algumas práticas até então, tidas como normais, são consideradas abusivas”, destacou.

A secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM), lançou nesta quarta-feira, 12, a campanha ‘Quem Ama não Machuca’. (Arte Secom)

Para a secretária, o silêncio não ajuda e os índices de violência nos relacionamentos têm se agravado em todo o país. O Brasil é o quinto país do mundo com mais assassinatos de mulheres e dentre elas, jovens. No Acre, esse número é alarmante. A maior taxa de feminicídio do país foi registrada entre 2018 e 2019. Fora os casos de jovens que suicidam-se, que mutilam-se e com doenças psicológicas. “Por isso, a necessidade de, no Dia dos Namorados, falarmos sobre relacionamentos abusivos, como eles começam e as maneiras de denunciar qualquer agressão”, explicou a secretária.

Insultar, agredir, proibir, ameaçar e perseguir são comportamentos violentos que muitos jovens encaram com normalidade. Para eles, são manifestações de amor. Mas são crimes que devem ser denunciados.

A Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência – Ligue 180 – é um serviço de utilidade pública gratuito e confidencial (preserva o anonimato). A Central funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive finais de semana e feriados, e pode ser acionada de qualquer lugar do Brasil. Afinal, a violência no namoro também é crime.

#ficaadica

  • Não se proíbe o namorado ou a namorada de vestir uma determinada roupa ou de falar com seus amigos.
  • Em momento algum, se pode pressionar ou até mesmo obrigar a ter relações sexuais.
  • Nunca se deve invadir a privacidade, como ler as mensagens em celulares do outro sem permissão.
  • Entrar na conta de uma rede social sem autorização ou ir ainda mais longe e compartilhar online conteúdos íntimos sem conhecimento é crime.

Mais notícias