https://i2.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/07/MG_1462.jpg?resize=1000%2C400&ssl=1
Cultura

Centro Dia para Idosos retoma atividades

Luana Lima
10.07.2019 16:04
Atualizado 13.07.2019 às 16:27

Um café da manhã foi oferecido aos idosos no Horto Florestal

O governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM), promoveu nesta quarta-feira, 10, o retorno das atividades do Centro Dia para Idosos, com um café da manhã no Horto Florestal.

O Centro Dia é um serviço social previsto na Política Nacional do Idoso que atende pessoas a partir da idade de 60 anos, que necessitam de cuidados durante o dia e que à noite voltam para suas casas, mantendo assim os vínculos sociais e familiares.

A entidade fundada no dia 10 de maio 2001, atualmente, faz parte dos serviços de Assistência Social da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM) e compreende ações de média complexidades, tendo como objetivo a promoção da autonomia e a melhoria da qualidade de vida não apenas dos idosos, como também dos seus familiares.

Secretária de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres, Claire Cameli, no café promovido para os idosos do Centro Dia. Foto: Neto Lucena/Secom

Para quem chegou nessa idade e procura um espaço para ter um envelhecimento saudável e ativo, desenvolvendo suas capacidades mentais e físicas o Centro Dia para Idosos, em Rio Branco, é o lugar certo.

A secretária de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres, Claire Cameli, disse que o envelhecimento populacional tem sido um dos maiores desafios da humanidade, e o Brasil está prestes a se tornar a sexta maior população de pessoas idosas no mundo. E o governo do Estado tem se preocupado com essa população, pois no Acre não é diferente.

“A chegada da terceira idade não deve ser vista como o fim da vida, mas uma oportunidade para novas experiências. O governo do Estado, por intermédio da SEASDHM, está empenhado em desenvolver ações e projetos para essa população da melhor idade, que precisam desse olhar especial de valorização”, ressaltou Claire Cameli.

A entidade fundada no dia 10 de maio 2001, atualmente, faz parte dos serviços de Assistência Social da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres Foto: Neto Lucena/Secom

O aumento de idosos requer a oferta de serviços de atendimento especializados para este segmento da população. Atividades como psicoterapia, terapia ocupacional, recreação, caminhada, ginástica, fisioterapia, hidroginástica, oficina de artesanatos são desenvolvidas pelo Centro. Ana Paula Brant, coordenadora do Centro, explica que é realizado um trabalho de convivência com 54 idosos, que participam de atividades durante o dia, trabalhando aspectos físicos, psicológicos e motores.

“Pensamos nossas atividades na prevenção da saúde de uma forma geral, desenvolvendo um trabalho em grupo com socialização, saúde e bem-estar para os idosos. Visando assim, melhorias da qualidade de vida dos idosos que possuam dependência parcial em atividades da vida diária e que necessitem de assistência multiprofissional”, salientou a coordenadora.

Essencial para o bem-estar

Aposentada Samira Boaventura, 77, mora sozinha e não tem família, recebe apoio de membros da igreja que frequenta, e dos amigos que criou no o Centro Dia para Idosos. Foto: Neto Lucena/Secom

A chegada da velhice inevitavelmente traz consigo uma série de novas necessidades no que diz respeito à saúde e vida diária de qualquer pessoa. Alguns idosos têm o Centro como um lar, uma segunda casa.

A aposentada Samira Boaventura, 77, mora sozinha e não tem família, recebe apoio de membros da igreja que frequenta, e dos amigos que criou no o Centro Dia para Idosos. Para ela o Centro é tudo. Um lugar para fazer amigos, exercícios e terapias.

“Os professores são ótimos e aqui sinto-me muito bem. Nesse período em que ficamos em casa, senti muita falta das atividades, alguns amigos já estavam tristes”, disse Samira Boaventura.

“São 18 anos que participo desta convivência e agradeço ao governo do Estado por esse retorno de convivência, pois precisamos de cada atividade que é desenvolvida, da qualidade de vida que nos é proporcionada e a socialização com amigos”, completou a aposentada.

O atendimento aos idosos funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 na Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres localizada na Rua Omar Sabino, número 673, Estação Experimental – Rio Branco – Acre.

Mais notícias