https://i2.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/09/DSC_0382.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Meio Ambiente

Com apoio do governo, Acre recebe congresso internacional de pecuária leiteira

Samuel Bryan
04.09.2019 15:49
Atualizado 04.09.2019 às 15:49

A manhã desta quarta-feira, 4, marcou a abertura oficial do I Congresso Internacional de Pecuária Leiteira da Amazônia Ocidental, no auditório do Sebrae, que vai até o dia 6 de setembro e tem como principal objetivo a capacitação de técnicos, produtores e estudantes para o setor.

Realizado por um grupo de pesquisa da Universidade Federal do Acre (Ufac), o evento conta com a parceria do governo do Estado, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o Instituto Federal do Acre (Ifac), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Presidente da Emater, Tião Bocalom, aproveitou o evento para falar do plano de governo para o agronegócio (Foto: assessoria Senar)

Durante todo o congresso, haverá discussões e palestras que abordam desde o manejo de pastagem, até a reprodução do gado leiteiro, avaliação e desempenho das propriedades, qualidade do leite, gestão e legislação pertinentes.

O vice-reitor  da Ufac, Josimar Batista, declarou nas boas vindas: “A universidade é um ambiente que tem especialistas, alunos formados e em atuação, além de um quadro de doutores e até pós-doutores de excelente qualidade participando e atrelados às mais diversas instituições e a política de desenvolvimento do Estado, com as muitas demandas assistencialistas vindas do campo”.

O presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Tião Bocalom, destacou ainda o plano do governador Gladson Cameli de abrir o Acre para o agronegócio, com desenvolvimento pleno dos setores produtivos, dando acima de tudo assistência técnica para o produtor rural.

“O governo Gladson Cameli é uma gestão que está preocupada com a assistência técnica. E nosso projeto é que a gente possa ter 90% dos produtores rurais do estado atendidos com essa assistência de verdade”, conta Bocalom.

Grande programação

A programação do evento conta com a participação de instituições nacionais e internacionais bastante importantes para a discussão de diversos temas na área como a Universidade Federal de Lavras, o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre, a Embrapa Rondônia, a Universitá Degli Studi di Firenze (Itália), a Swedish University of Agricultural (Suécia) e outros.

Secretário Paulo Wadt foi o primeiro palestrante do congresso falando de políticas agrícolas Foto: assessoria Senar

O secretário de Produção e Agronegócio do Acre (Sepa), Paulo Wadt, foi quem abriu a programação de palestras com o tema Políticas Agrícolas Para o Estado do Acre, trazendo explicações técnicas do setor, mas também uma reflexão sobre um projeto conjunto de desenvolvimento para o estado.

“Quando falamos em desenvolvimento, falamos também de pessoas felizes e políticas públicas que tragam a melhoria de vida que cause essa felicidade. E dentro das várias ações de governo, acreditamos que o agronegócio é um desses meios. E no campo do Acre vemos pessoas esforçadas, que querem mudar de vida, mas não foram assistidas pelo governo e nosso trabalho será esse a partir de agora”, disse o secretário.

Mais notícias