https://i1.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/09/Mardilson-Gomes-5-5.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Educação

Escola Roberto Sanches Mubárac promove Feira de Ciências

Clícia Araújo
20.09.2019 13:04
Atualizado 20.09.2019 às 13:04

A Escola de Ensino Fundamental Roberto Sanches Mubárac, localizada no bairro Seis de Agosto, realiza durante esta sexta-feira, 20, uma Feira de Ciências com os alunos do 1º ao 9º ano, nos turnos manhã e tarde, baseada nos princípios da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), em que cada turma preparou a apresentação de um experimento diferente.

A BNCC diz que a formação do aluno tem que ser integral e o aluno como protagonista da sua aprendizagem, por isso os experimentos foram elaborados pelos próprios alunos, sob orientação de seus professores e expostos nas salas onde eles puderam, além de apresentar seus trabalhos, também conferir as experiências dos colegas de outras salas.

“A feira nos ajuda muito com novos conhecimentos e no caso do meu trabalho, que foi sobre o corpo humano, eu tive a oportunidade de conhecer melhor sobre os ossos, como eles se movimentam, o que os mantém de pé, tive que estudar bastante para me preparar e explicar para os colegas de outras turmas”, comentou Émile Maria aluna do 9º ano.

Feira de Ciências com os alunos do 1º ao 9º ano da Escola Roberto Sanches Mubárac Foto: Mardilson Gomes Ascom/SEE

A Feira de Ciências é uma das atividades pedagógicas que já faz parte do calendário escolar da Sanches Mubárac todos os anos, com o objetivo de envolver os alunos na produção da atividade, como o ator principal, e este ano, teve como novidade a participação do Planetário do Ifac, muito prestigiado pelos alunos que esperavam ansiosos para conferir a inovação.

“As experiências e experimentos como a Feira de Ciências proporcionam ao aluno ser o protagonista da sua aprendizagem, isso porque eles vão aplicar na prática os conceitos aprendidos em sala de aula e engloba várias disciplinas, dessa forma distribuímos os experimentos nas salas, esse é o objetivo principal da Feira de Ciências que é a formação integral do aluno”, explicou o prof Gilberto Camelo, coordenador pedagógico.

Os experimentos foram elaborados pelos próprios alunos Foto: Mardilson Gomes Ascom/SEE

Esse tipo de atividade pedagógica é considerada importantíssima para a escola, por motivar o aprendizado do aluno e para divulgar temas científicos, atuais ou não, para a comunidade escolar. Dentre os temas abordados pelos alunos estão vulcão, planetário, animais vertebrados, mamíferos e aves, corpo humano, órgãos do sentido, refração da luz, disco de Newton, objetos translúcidos, opacos e transparentes, dentre outros.

“Hoje temos uma atividade diferenciada, que é a nossa Feira de Ciências onde a gente põe o aluno como protagonista, pois quando os instigamos, eles se interessam, pesquisam e veem com os experimentos tudo que pode englobar todas as disciplinas. A gente vê o brilho nos olho deles, eles fazem com prazer e gostam. Nosso maior objetivo é fazer com eles busquem, eles se descubram e descubram as coisas no que possam trazer para a aprendizagem”, pontuou a professora Mônica Araújo, gestora.

O aluno é protagonista da sua aprendizagem Foto: Mardilson Gomes Ascom/SEE

A escola adotou a feira como uma das atividades pedagógicas mais importantes, por ser a oportunidade de o aluno aprender resolvendo problemas, buscando soluções. É um projeto que exige que o aluno pesquise sobre o tema, com isso ele aprende muito mais, pois vai além dos conteúdos vistos em sala de aula.

 

 

Mais notícias