https://i2.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/06/97ce8ef3-5017-4be1-bb14-1f102152132f.jpg?resize=1143%2C400&ssl=1
Agronegócio

Escritórios do governo no Juruá aceleram emissão de declarações aos produtores rurais

Samuel Bryan
14.06.2019 16:34
Atualizado 21.08.2019 às 17:34

A parceria dos escritórios municipais da Secretaria de Produção e Agronegócio (Sepa) localizados no Vale do Juruá tem sido marcante para acelerar e proporcionar serviços essenciais aos produtores rurais, principalmente na emissão da Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP).

Depois de finalizado o trabalho em Mâncio Lima, técnicos irão fortalecer os atendimentos em Rodrigues Alves e Marechal Thaumaturgo Foto: cedida

A DAP é o instrumento utilizado para identificar e qualificar as Unidades Familiares de Produção Agrária (UFPA) da Agricultura Familiar e suas formas associativas organizadas em pessoas jurídicas. Com a DAP são fornecidas diversas ferramentas para que o Governo Federal possa analisar as condições socioeconômicas do agricultor, assim como o rendimento de suas terras. E por meio do documento, o agricultor familiar terá amplo acesso aos financiamentos e demais benefícios concedidos pelo Governo Federal por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e demais programas.

Com o trabalho conjunto, técnicos do escritório de Cruzeiro do Sul estão colaborando no atendimento em Mâncio Lima, como forma de agilizar a emissão das DAP. Depois de finalizado o trabalho no município, esses mesmos técnicos irão fortalecer os atendimentos nos escritórios de Rodrigues Alves e Marechal Thaumaturgo.

A coordenadora técnica do escritório da Sepa em Cruzeiro do Sul, Maria Gleiciane diz que tem sido visível a satisfação dos produtores ao serem atendidos com a emissão das DAP.

Como adquirir a DAP

São beneficiados pelo DAP agricultores familiares, pescadores artesanais, aquicultores, silvicultores, extrativistas, indígenas, assentados da reforma agrária e beneficiários do Programa Nacional de Crédito Fundiário.

Para identificação e qualificação da Unidade Familiar de Produção Rural deve-se observar os seguintes critérios:
•       A área do estabelecimento deve ser de até quatro módulos fiscais;
•       A gestão do estabelecimento deve ser estritamente familiar;
•       A renda proveniente da exploração do estabelecimento deve ser igual ou superior àquela auferida fora do estabelecimento;
•       A renda bruta anual não deve ultrapassar o valor de R$ 360 mil

Para emitir a DAP, o agricultor deve apresentar:
•       CPF de cada um dos titulares;
•       Cédula de identidade de cada um dos titulares;
•       Documentação da origem e formação da renda bruta e do tamanho da área do estabelecimento (se solicitado pelo agente emissor).

Mais notícias