https://i1.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/08/14.jpg?resize=1032%2C400&ssl=1
Geral

Estado busca fortalecimento de capacitação profissional

André Ricardo
07.08.2019 16:23
Atualizado 07.08.2019 às 16:31

Um elo entre o conhecimento técnico e a sociedade. É dessa forma que o Governo do Estado, por meio do Instituto Estadual de Educação Profissional e Tecnológica (Ieptec), vem atuando na oferta de oportunidades educacionais gratuitas, potencializadas pela força de trabalho com o fortalecimento da capacitação profissional produtiva.

Em números, os últimos nove dias de trabalho, durante a 46ª edição da maior feira de negócios do estado, a Expoacre, resumem-se a mais de 150 certificações profissionais, fruto de uma atuação proativa junto a 22 pessoas privadas de liberdade, os reeducandos. Foram 28 horas de capacitação. A cerimônia de certificação deve ocorrer na próxima semana.

Reeducandos participam de oficina com foco no empreendedorismo recreativo

Cerca de 800 pessoas visitaram o estande da instituição durante a Expoacre. Nesse ínterim, três termos de cooperação técnica foram firmados. Dois deles com os Institutos de Administração Penitenciária e Socioeducativo, Iapen e ISE, respectivamente, visando potencializar a reintegração social e a devida inserção no mercado de trabalho, após ou durante o período de reclusão dos apenados, contribuindo para a diminuição dos índices de reincidência criminal.

Um termo também foi assinado com o Instituto de Mudanças Climáticas (IMC) para atender demandas referentes à oferta de cursos na área de meio ambiente.

Os números são resultado do engajamento do Ieptec e remanejamento de grande parte de seus funcionários e colaboradores para dentro do parque de exposições, revelando que o atendimento à sociedade é prioridade nos objetivos estratégicos da instituição.

Com os referidos recursos materiais e humanos foi possível promover a capacitação dos reeducandos, oferecendo a eles oficinas padronizadas, ancoradas na cultura de servir, condizentes com a missão do Ieptec.

“O que a gente mais faz no Ieptec é receber pessoas, abrir portas para elas, encurtando caminhos”, define o presidente da autarquia, Francineudo Costa.

As oficinas

No estado do Acre, a educação técnica tem assumido funções estratégicas. Com isso, a relevância da atuação do Ieptec diferencia-se pois, além de ser ministrada por profissionais altamente capacitados em suas áreas técnicas, é implementada em um eixo transversal de modalidades que atende às mais diversas esferas sociais e instituições.

As oficinas foram realizadas com foco na necessidade de elevação do nível de capacitação técnica e tecnológica dos participantes e a urgência de inclusão de profissionais de qualidade no mercado de trabalho, além da reinserção social de reeducandos.

Ao todo, sete oficinas abordaram temáticas como noções de saúde bucal, análises clínicas, maquiagem, cabeleireiro, manicure e pedicuro até processamentos rápidos de frutos e hortaliças, sucos detox, apicultura, gastronomia e turismo, entre outros, além de atividades lúdicas com foco no empreendedorismo recreativo. As atividades contaram, ainda, com distribuição de kits de beleza, de saúde bucal e de mudas de plantas.

As palestras noturnas também movimentaram o estande com temas diversos, como doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), hipertensão, diabetes, higiene oral, empreendedorismo, educação financeira e resíduos sólidos.

Além de cortes de cabelo feminino, uma das oficinas também apresentou técnicas de corte de cabelo masculino
Foto: Ieptec

As atividades foram conduzidas pelos Centros de Educação Profissional e Tecnológica (Cepts), unidades que compõem a rede do Ieptec no âmbito de serviços, saúde, agrofloresta, gastronomia, entre outros. Entre os centros, destacaram-se o Maria Moreira da Rocha (Escola da Saúde), João de Deus, Roberval Cardoso (Escola da Floresta), Campos Pereira (Escola de Serviços) e a Escola de Gastronomia.

Atualmente, o Ieptec trabalha para assegurar a livre oferta de educação técnica no estado, bem como, a humanização na prestação destes serviços à sociedade de forma efetiva.

O presidente da autarquia, Francineudo Costa, que ao assumir a chefia da instituição comprometeu-se a trabalhar pela oferta de uma educação técnica de qualidade para o Acre, disse que a intenção é tornar o Ieptec mais atuante e resolutivo.

“Quanto maior for a aproximação e o diálogo com a sociedade, mais legitimado será o Ieptec, sendo referência na melhoria da qualidade de vida profissional das pessoas”, disse.

Mais notícias