Cultura

Exposição apresenta o legado de Chico Mendes em Xapuri

Priscila Viudes
14.12.2018 18:03

A exposição “Chico Mendes Herói do Brasil – Uma memória a honrar, um legado a defender” está exposta no Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Xapuri. O lançamento da mostra, no dia 14 de dezembro, faz parte da programação do Encontro Chico Mendes – 30 anos, realizado em Xapuri (AC) até o dia 17 de dezembro. Os painéis ficarão expostos permanentemente para visitação pública.

Composta por fotos, mapas e utensílios usados pelos povos extrativistas da floresta, a mostra retrata os ideais de Chico Mendes e resume a memória do seringueiro na defesa da Amazônia e dos povos que nela vivem. A exposição faz também uma homenagem a trinta mulheres e homens que atuam na causa socioambiental.

Segundo uma das curadores, a jornalista Zezé Weiss, o objetivo da exposição é formar consciências. “Queremos levar os ideais do Chico Mendes para além do nosso próprio universo. Quando se tem uma exposição como esta, aqui no sindicato, fica acessível para que escolas e interessados possam vir aqui conhecer essa história e levar para o seu próprio mundo”, afirma.

A mostra já esteve no Museu Nacional da República, onde recebeu cerca de 100 mil visitantes. Também foi apresentada durante o Congresso do Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro/DF), em junho e será exposta no Espaço Chico Mendes, chácara para atividades pedagógicas do Sinpro/DF.

Segundo a presidente da instituição, Rosilene Correa Lima, não basta produzir revistas e materiais impressos sobre a vida de Chico Mendes. “É preciso ir além, fazer com que essa história seja contada. Pretendemos trazer boa parte dos estudantes da rede pública de Brasília, que hoje somam 500 mil alunos, para conhecer a mostra a partir do ano que vem”, afirmou.

Para a representante da Cooperação Alemã (GIZ), Tatiana Balzon, ao apoiar iniciativas como a mostra Chico Mendes, a instituição reafirma a sua presença no Acre e na Amazônia. “Faz 30 anos que atuamos nesse estado e pretendemos continuar por mais três décadas a difundir ideais como o de Chico Mendes”, disse.

Para receber a mostra, o STTR de Xapuri foi revitalizado com o apoio da arquiteta Dolores Nieto. De acordo o presidente da Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS), Joaquim Belo, foi uma ação fundamental para a próxima geração. “Vamos deixar esse espaço cheio de história e registros para a juventude”.

O presidente do STTR de Xapuri, Assis Monteiro reafirmou o papel da mostra para as gerações futuras. “Aqui está a história como um todo: as alianças, as frases e as imagens”, contou.

Organizada pela revista Xapuri Socioambiental, a exposição é uma realização do Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro/DF) e do Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais de Xapuri (STTR-Xapuri), em parceria com o Bem Diverso (Embrapa/ PNUD/ Gef); CNS; Memorial Chico Mendes; Fenae; Cooperação Alemã (GIZ) e o Museu Nacional da República.

Mais notícias