https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2009/06/fotos_0101_maio0903_conferencia3.jpg?resize=780%2C400&ssl=1
Segurança

Feijó, Jordão e Tarauacá discutem em conferência novo modelo de segurança pública

Texto e Fotos: Nonato Souza/Assessoria Sesp
06.06.2009 14:13
Atualizado 06.06.2009 às 14:13

Mais de 200 pessoas participaram do debate no auditório da escola José Gurgel Rabelo, em Feijó

conferencia3.jpg
conferencia2.jpg

A conferência da II Regional de Segurança Pública, formada pelos municípios de Feijó, Jordão e Tarauacá, teve início na manhã de hoje, 6 de julho, no auditório da Escola Estadual de Ensino Médio José Gurgel Rabelo, localizada no centro de Feijó.

Até a abertura dos trabalhos, por volta de 8 horas, haviam sido feitas 241 inscrições. A programação deve ser encerrada às 17hs30min.

Na Conferência Regional, realizada em Feijão, estão sendo discutidos quatro eixos temáticos. Cada eixo constrói até três princípios e sete diretrizes. Os princípios dizem respeito aos valores que devem orientar a Polícia Nacional de Segurança Pública, enquanto as diretrizes procuram definir os principais caminhos da segurança pública, em cada tema especifico.

Desta Conferência Regional serão eleitos dez (10) delegados para representar a região na Conferência Estadual em Rio Branco, que será realizada no início do mês de julho.

São quatro representantes da sociedade civil, três representes do Poder Público (Governo/Município) e três representantes dos trabalhadores em segurança pública.

Uma caravana com ônibus e carros de passeios veio de Tarauacá no início da manhã de hoje. Os representantes de Jordão, em menor número devido à distância e dificuldade de transportes, chegaram no final da tarde de sexta-feira, 5.

Entre as autoridades presentes, a Secretária de Segurança Pública, Márcia Regina representando o governador Arnóbio Marques. O comandante da Polícia Militar do Estado do Acre, Coronel – PM Romário Célio, o prefeito de Feijó, Juarez Leitão e deputado Moisés Diniz.

As conferências regionais obedecem às diretrizes de um Projeto Básico, inserido no contexto de preparação e organização da Conferência Estadual (etapa estadual) para a 1ª. Conferência Nacional de Segurança Pública – CONSEG.

O objetivo é fomentar a constituição de um mecanismo de diálogo e participação social efetivo no campo da segurança pública, colocando em discussão os conceitos centrais da segurança pública, além de construir um processo metodológico adequado à promoção do reconhecimento entre os diferentes “olhares” sobre a situação atual do tema, com foco na consolidação de um espaço público para uma nova cultura de segurança, e definir os princípios e diretrizes da Política Nacional de Segurança Pública.

A 1ª. Conferência Nacional de Segurança Pública se constitui como importante instrumento de gestão democrática da Política Nacional de Segurança Pública. Por esse motivo as Conferências Regionais, como esta que está acontecendo hoje em Feijó, buscam a articulação dos órgãos integrantes do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP) e a construção da Política Nacional de Segurança Pública de forma compartilhada entre poder público, trabalhadores da área e sociedade civil.

Durante a abertura da conferência, a secretária de Segurança Pública Márcia Regina explicou o quanto é fundamental a participação popular nessas discussões. Lembrou que o Governo do Estado está em fase final de contratação de mais 33 delegados de polícia Civil e 600 agentes policiais.

“Neste momento a Secretaria de Segurança centraliza suas ações na valorização profissional das polícias, na informatização para que a resposta chegue mais rápido ao clamor de quem pede segurança, a unificação das ações internas e externas para melhorar a qualidade do atendimento aos cidadãos e o compartilhamento das informações para agilizar o trabalho das polícias. O Governo do Estado e os demais poderes, estão fazendo a parte que compete a cada um, mas isso tem um impacto reduzido sem a participação da população”.

Mais notícias