https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/03/GUR_5339.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Meio Ambiente

Feira das Águas mostra a necessidade de reduzir 30% do desperdício de água no Estado

Katiúscia Miranda
22.03.2019 15:38
Atualizado 22.03.2019 às 18:01

A segunda edição da Feira das Águas está movimentando o calçadão da Gameleira neste Dia Mundial da Água. A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e mais de 10 instituições federais, estaduais, municipais, além de ONGs, estão expondo atividades relacionadas à preservação, utilização e proteção dos recursos hídricos. Os stands estarão abertos para visitação durante todo o dia. À tarde haverá o lançamento oficial da campanha “O desperdício é a gota d’água”.

Estudantes, pesquisadores e a população podem ter acesso a informações e dados técnicos e pode acompanhar em tempo real o uso de equipamentos, recursos audiovisuais, maquetes e cartazes. Para o secretário de Estado de Meio Ambiente, Israel Milani, cada cidadão deve contribuir continuamente. “O uso consciente da água começa em atitudes cotidianas. A Sema realiza várias atividades por meio do setor de Recursos Hídricos e vai continuar realizando o trabalho de educação ambiental para sensibilizar a população”, disse o secretário.

Equipe de Governo com representantes de organizações não-governamentais e a comunidade, na celebração do Dia Internacional das Águas (Foto: Diego Gurgel/Secom)

O governador Gladson Cameli está cumprindo agenda no interior e enviou uma mensagem de motivação aos participantes do evento. “É necessária uma mudança de comportamento da população em relação ao uso da água, aliada a redução de perdas e a uma arrecadação justa”, disse o governador através da mensagem.

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, participou da abertura oficial e destacou o trabalho do município na retirada de resíduos sólidos dos rios e igarapés. Ela também afirmou estar aberta a parcerias com o Governo do Estado no que se tratar da melhoria da qualidade de vida da população.

Também participando do evento, a presidente da Agência Reguladora dos Serviços Públicos do Estado do Acre (Ageac), Mayara Lima, parabenizou o Governo do Estado e a Sema pela iniciativa. “É preciso refletir e conversar sobre a importância da água. Nesses cem primeiros dias, o governo vem mostrando a integração e a preocupação com as futuras gerações”, comentou. Mayara reforçou que a campanha “O desperdício é a gota d’água” será realizada nos 22 municípios, com diversas ações educativas.

O biólogo responsável pelo setor de Controle da Qualidade da Água do Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa), Filogônio Cassiano, disse que há um desperdício de água que chega 70% em todo o Estado. “Como o governador citou em sua mensagem, precisamos que haja uma mudança de comportamento para reduzir para 30% o desperdício de água, média aceitável em outras concessionárias. Estamos avaliando maneiras de parcelar e dar desconto em multas para incentivar a população a contribuir. Precisamos de recursos para reestruturar este importante departamento do Estado”, afirmou.

Estudantes de escolas públicas puderam participar das atividades (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Participando da feira, a WWF- Brasil traz inúmeras possibilidades de trabalhar a educação ambiental com crianças, jovens e adultos. Entre os projetos apresentados está a Mochila do Educador, idealizada pela Sema e Universidade Federal do Acre (Ufac), Em parceria com a WWF. “Temos várias ferramentas didáticas como o flanelógrafo, fichas de aprendizagem, cartazes, maquetes e jogos de tabuleiro. Dá pra interagir com vários públicos e fazer as pessoas entrarem no assunto da preservação da água de forma lúdica e participativa”, disse Flávio Quental, da WWF-Brasil.

A estudante Anna Clara Varelo, de 15 anos, achou interessante ver de perto as várias formas de tratamento da água. “Na Feira a gente pode perceber os impactos ambientais e entender melhor como participar e colaborar com a preservação dos nossos recursos naturais, em especial a água”, comentou.

A Cápsula da Consciência, no stand da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia), chamou a atenção de todos os visitantes. De acordo com a gerente do Parque Chico Mendes, Joseline Guimarães, a ideia de construir a capsula surgiu em um projeto sobre Bacia Hidrográfica do Rio Acre. “A proposta é passar 3 a 4 minutos fazendo uma reflexão sobre os nossos hábitos, sem nenhuma interferência de celular ou outra distração. Eu acredito que esse projeto tem colaborado muito para conscientizar as pessoas sobre a importância de preservar a água do nosso planeta”, argumentou.

Mais notícias