https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/05/Kellyanne-10-1.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Cultura

Fotógrafo Marcos Vicentti faz ensaio feminino na Serra do Divisor

Mágila Campos
12.05.2019 15:15
Atualizado 13.05.2019 às 15:01

O Parque Nacional da Serra do Divisor, no interior do Acre, é um paraíso ecológico situado no meio da Floresta Amazônica que recebe visitantes de todas as partes do mundo. O local concentra uma das maiores biodiversidades do planeta. E foi nesse cenário, misto e paradisíaco, que o renomado fotógrafo acreano Marcos Vicentti fez um ensaio feminino, explorando as belezas da região.

“Usar o cenário da Serra foi maravilhoso porque é um lugar místico com infinitas possibilidades. As pessoas vão lá para fazer turismo de aventura. Muitos também vão para fazer pesquisas, mas o turista também pode ir para fazer um ensaio desse, porque é um local com belezas inigualáveis”, explica o profissional de fotojornalismo que já ganhou diversos prêmios nacionais.

O novo ensaio de Marcos Vicentti reúne fotos nas quedas d’água e cachoeiras mais famosas do Parque. Segundo o profissional, o trabalho foi realizado durante uma das expedições com um grupo de turistas, no início deste ano. Alunos do curso de fotografia de Vicentti também participaram da excursão.

O ensaio foi realizado durante uma das expedições (Foto: Marcos Vicentti)

Fotos Vivências

“A Serra é um lugar mágico. E quando você fotografa, você valoriza aquele lugar, marca-o, porque pode ser que você não volte mais lá. Então você congela aquela história, aquele momento da tua vida ali. E foi isso que buscamos retratar nesse trabalho”, explica Vicentti, mais conhecido como Marcão.

O fotógrafo faz expedições para a Serra do Divisor com alunos e também com turistas, desde 2017. “É um turismo de aventura. Começamos levando pessoas para conhecer os lugares longínquos do Acre, como a Serra, que é um santuário ecológico, e a ideia deu tão certo que não paramos mais”, lembra ele.

A modelo Kellyanne Carvalho conta que conhecer a região e ao mesmo tempo fazer o ensaio no lugar foi uma experiência única. “O parque tem uma beleza que eu nunca vi igual. E fazer o ensaio nesse lugar foi muito incrível. Amei cada minuto. Vou guardar essa viagem na memória, e as fotos ajudarão a eternizar esse momento para o resto da minha vida”, afirma Kellyane.

Ensaio reúne fotos nas quedas d’água e cachoeiras mais famosas do Parque (Foto: Marcos Vicentti)

A modelo acreana é uma das muitas alunas que passaram pelos cursos de fotografia ministrados por Marcão. Atualmente, ele é referência em fotografia na Região Norte. Além de trabalhar com o fotojornalismo, na Agência de Notícias do Acre, o profissional ministra cursos de fotografia para a nova geração de fotógrafos acreanos.

Formado em Jornalismo, ele conta que a construção da carreira é resultado de um longo processo de entrega e de autoconhecimento. “Procurei me qualificar, buscar referências, mas sem esquecer as minhas raízes amazônicas. Eu busco valorizar cada lugar que eu estive, que eu tenho a oportunidade de conhecer por meio da fotografia”, destaca.

Excursão fotográfica

Além dos cursos que Marcão oferece periodicamente, ele também é proprietário da ‘Marcos Vicentti Amazônia Expedições”, que promove excursões pela Serra do Divisor e outros locais turísticos da região. A empresa leva, não só seus alunos para uma vivência fotográfica na floresta, mas todo o turista interessado em se aventurar pela Floresta Amazônica.

As expedições são realizadas desde 2017 e em setembro deste ano já tem uma nova expedição marcada. Para os interessados, são disponibilizados pacotes turísticos. O pacote inclui desde o deslocamento, até os passeios, hospedagem e alimentação. “Chegando na Serra, tem uma pousada, os passeios são acompanhados por guias turísticos, que conhecem o lugar e levam o visitante às trilhas e cachoeiras escolhidas pelo visitante”, explica.

A expedição dura cerca de seis dias. “É uma viagem que leva não só o fotógrafo, mas qualquer turista a olhar mais o seu entorno, conhecer melhor o lugar onde vive. Fazer um processo de imersão com você e com suas origens”, destacou.

O fotógrafo faz expedições para a Serra desde 2017 (Foto: Marcos Vicentti)

Fotógrafo de Natureza

Aliás, se apropriar do seu entorno é uma das especialidades do fotógrafo. Segundo Vicentti, valorizar as belezas naturais da Amazônia é o que ajudou a projetá-lo como profissional. E apesar de não se limitar, ele conta que segue duas linhas, o Fotojornalismo e a Fotografia de Natureza.

O olhar fotográfico

O repórter fotográfico lembrou ainda que a fotografia é uma construção individual e ideológica. Que as fotos são capturadas a partir da memória de suas vivências, adquiridas ao longo da vida. ” Você fotografa com a sua leitura de mundo, de acordo com suas vivências, com os livros que você leu, com os filmes que você assistiu. Tudo isso estará na captação de suas imagens”, explica.

Cachoeira da Estátua, uma das muitas da região (Foto: Marcos Vicentti)

Santuário ecológico

A magnitude da Serra do Divisor é a razão pela qual o fotojornalista leva seus alunos para experienciar as mais diferentes vivências, treinando o olhar diante das mais diversas realidades.

O parque fica situado no Acre, em Mâncio Lima, município mais ocidental do país. A região agrega a maior biodiversidade da Amazônia e possui inúmeras cachoeiras, montanhas e trilhas. É conhecida como um santuário ecológico.

“A Serra é mística. Cada um que vai lá vivencia e sente isso de uma forma diferente. Você chega lá de um jeito e sai de outro, porque tem um encontro consigo mesmo e com seu interior”, relata Marcão.

Mais notícias