https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/01/Casa-civil-Odair-Leal-2.jpg?resize=1024%2C400&ssl=1
Gabinete

Governador determina austeridade para equilibrar contas públicas

Wesley Moraes
24.01.2019 14:07
Atualizado 29.01.2019 às 17:23

Déficit orçamentário atual é de R$ 633 milhões. Ou seja, o estado gasta mais do que arrecada

O governador do Estado do Acre, Gladson Cameli, determinou que a sua equipe econômica adote medidas austeras para o equilíbrio de contas, com resultados práticos para o saneamento da dívida pública, em reunião na manhã desta quinta-feira, 24.

De acordo com a Secretaria de Estado de Planejamento, o déficit orçamentário do estado é hoje de R$ 633 milhões. Isso significa que hoje o estado gasta mais do que arrecada.

Como medida para dar novo fôlego econômico à administração pública, o secretário de Planejamento, Raphael Bastos, sugeriu ao governador Gladson Cameli o contingenciamento de 15% das despesas pagas por meio da Fonte 100, uma modalidade de recurso em que o gestor público pode usá-la segundo as necessidades da pasta, por não ter vinculação específica de gastos com as diversas áreas do serviço público.

Governador Gladson Cameli em reunião com equipe econômica; novo relatório será apresentado na segunda-feira, 28, para a imprensa (Foto: Odair Leal/Secom)

Gladson Cameli obteve novo relatório sobre a situação financeira do estado que contém medidas austeras para equilibrar as contas públicas, sugeridas pelos secretários e que devem ser adotadas durante a gestão.

“A nossa população não pode pagar pelos erros do passado, e o meu compromisso é governar para todos. Por isso, estou determinando o corte de todos os gastos desnecessários, assim como já fizemos com a reforma administrativa, e vamos fazer todo o esforço possível para honrar com os nossos compromissos”, afirmou o governador.

Segundo a secretária da Fazenda, Semírames Dias, sem o empenho e o comprometimento da nova gestão em cortar gastos, o estado teria sérias dificuldades em arcar com os compromissos financeiros. E como exemplo, ela cita o pagamento do próximo 13º salário dos servidores públicos estaduais.

Comprometido com o futuro do Acre, Gladson Cameli ouviu atentamente às explicações sobre o panorama econômico e determinou que as medidas apresentadas pelos secretários sejam colocadas em prática o mais breve possível.

Gladson lembrou o esforço realizado por meio da Reforma Administrativa, que trará uma economia anual aos cofres públicos de R$ 90 milhões. Estes recursos serão empregados em áreas prioritárias que beneficiam a população.

Além do governador Gladson Cameli, da secretária de Fazenda e do secretário de Planejamento, participaram da reunião a secretária de Gestão Administrativa, Maria Alice Araújo, e o chefe da Casa Civil, José Ribamar Trindade. O levantamento completo das finanças será também apresentado por Gladson Cameli à imprensa, na próxima segunda-feira, 28.

Mais notícias