https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/06/WhatsApp-Image-2019-06-18-at-4.52.43-PM.jpeg?resize=1200%2C400&ssl=1
Geral

Governador cobra agilidade em análise de projeto de anel viário e ponte de Brasileia

Dilma Tavares
18.06.2019 17:26
Atualizado 19.06.2019 às 8:44

Gladson Cameli esteve no DNIT onde recebeu a garantia de que a nota técnica sobre essas obras estará pronta dentro de duas semanas

O governo do Estado deverá iniciar, ainda no verão deste ano, as obras do anel viário e da ponte que liga os municípios de Brasileia e Epitaciolândia. Com este objetivo, o governador Gladson Cameli solicitou nesta terça-feira, 18, agilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) na análise do projeto de engenharia dessas obras. E recebeu a garantia do diretor de Planejamento e Pesquisa, Luiz Guilherme Rodrigues, de que dentro de duas semanas a análise estará concluída.

“O que queremos é uma resposta urgente, para que possamos tomar as providências e fazer as adequações necessárias, se for o caso, para podermos iniciar essas obras tão importantes para a população do Acre já no início do verão, que é curto na região amazônica”, destacou o governador.

“O que queremos é uma resposta urgente, para que possamos tomar as providências e fazer as adequações necessárias Foto: Cedidas.

Gladson Cameli explicou que o governo corre contra o tempo para iniciar essas obras, uma vez que tem até o fim de 2019 para executar os R$ 20 milhões previstos para essas operações, conforme termo assinado entre o governo e o DNIT. Em ofício protocolado no órgão, o governo também pediu a prorrogação desse termo de cooperação por dois anos.

“Não podemos perder esses recursos; ao contrário, precisamos garantir que sejam investidos em favor da população acreana”, destacou Gladson.
O governador explicou que o anel viário e a ponte de ligação entre Epitaciolândia e Brasileia são importantes para o Acre e para o país. “Se constitui no último elo que permitirá a integração do Brasil com os portos do oceano Pacífico, após a inauguração da ponte sobre o rio Madeira, que está em fase de conclusão”.

Luiz Guilherme Rodrigues disse que o DNIT analisará o pedido de prorrogação do Termo de Cooperação com o governo do Acre. “A nota técnica com as conclusões da análise do projeto está em fase final e deverá estar concluída no período de duas semanas”.

Participaram da reunião do governador no DNIT o representante do Acre em Brasília, Ricardo França, a secretária de Planejamento e Gestão, Maria Alice Araújo e o secretário de Indústria, Ciência e Tecnologia, Anderson Abreu de Lima.

Agenda

A reunião no DNIT integra a agenda de diversas audiências que o governador Gladson Cameli cumpre em Brasília, na busca de recursos e outros benefícios para o Acre. A agenda inclui audiências com o presidente Jair Bolsonaro, ministros e secretários do governo federal.

Ainda nesta terça-feira, 18, ele participou de reunião com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, para tratar de apoios para a área no estado. Além do governador, participaram do encontro representantes dessas instituições e o secretário de Educação do Acre, Mauro Cruz. A reunião tratou sobre ainda sobre a questão do corte de recursos da Universidade Federal do Acre (Ufac) e do Instituto Federal do Acre (Ifac). Na ocasião o gestor disse que vai avaliar todas essas instituições de ensino e cortar as gorduras. “Faremos a gestão na boca do cofre”, salientou.

O ministro garantiu ainda que as faculdades não vão parar, mas ressaltou que o país vive momento de crise e que é hora de fazer adequações.

Mais notícias