https://i1.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/05/Reunião-entre-gerentes-regionais-da-CVC.-Marcos-Vicentti_SECOM-03-.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Turismo

Governo articula para que operadores de turismo do Acre façam parcerias nacionais

Samuel Bryan
15.05.2019 16:16
Atualizado 15.05.2019 às 16:17

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Empreendedorismo e Turismo, articulou na manhã desta terça-feira, 15, no Hotel Nobile Suits, uma reunião entre operadores de turismo no Acre e a gerente regional da CVC Corp, Andressa Justus.

A CVC Corp é o maior grupo de viagens da América Latina, atuando com marcas distintas nos segmentos de viagens de férias e lazer, corporativas e relacionadas a cursos e intercâmbio cultural no exterior. Cerca de 18 mil clientes são atendidos por dia, disponibilizando mais de mil destinos de viagem espalhados pelo mundo.

A ideia é que o Acre possa fazer parte integrada da CVC, disponibilizando os pontos turísticos do estado nos pacotes da empresa (Foto: Marcos Vicentti/Secom)

O encontro foi organizado pela própria secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, após se encontrar com Andressa num evento nacional e convidá-la para vir ao Acre.

“O Acre tem um potencial turístico enorme, uma das maiores biodiversidades dentro da Amazônia. Conseguimos colocar o estado no programa de turismo do Sebrae e estamos aumentando nossas possibilidades agora com a CVC”, conta Sinhasique.

A ideia é que o Acre possa fazer parte integrada da CVC, disponibilizando os pontos turísticos do estado nos pacotes da empresa, beneficiando os operadores locais que já trabalham nesse segmento e têm experiência nos ramos do etnoturismo, ecoturismo, turismo religioso e de experiências, ramos que a própria CVC Corp tem tentado expandir.

“Eu vim conhecer as potencialidades e apresentar nossas propostas de mercado. Além de ouvir os operadores, suas experiências, sugestões e o que podemos fazer por esses segmentos”, conta Andressa Justus.

O Acre nos últimos tempos tem se destacado no turismo principalmente na realização de festivais indígenas que recebem dezenas de turistas estrangeiros todo ano, além da procura por vivência nas aldeias, balonismo, geoglifos e outros elementos, como locais consagrados a exemplo do Seringal Cachoeira e a curiosidade pela vida de Chico Mendes, em Xapuri.

Andressa Justus apresentou a empresa e vantagens de fazer parte do grupo, destacando que os operadores locais interessados poderão tratar de propostas de negócio individualmente.

Mais notícias