https://i2.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/05/Rondônia-Rural-Show-Marcos-Vicentti-5-1.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Produção

Governo avalia participação positiva do Acre na Rondônia Rural Show

Samuel Bryan
27.05.2019 16:56
Atualizado 27.05.2019 às 16:56

O Acre participou pela primeira vez da Rondônia Rural Show, evento realizado na cidade de Ji-Paraná, de 22 a 25 de maio. O governador Gladson Cameli e secretários de Estado estiveram presentes nesta que é a maior feira do agronegócio da região Norte.

Participação do Acre na Rondônia Rural Show foi considerada histórica e destaca parceria entre os estados (Foto: Marcos Vicentti/Secom)

A Rondônia Rural Show é uma feira exclusivamente de negócios. E nesta edição ela bateu um novo recorde, movimentando R$ 703 milhões em negociações, entre 523 expositores e um público de 120 mil pessoas. Para se ter uma ideia de como a feira é atraente entre produtores e empresários, só a cidade de Ji-Paraná possui cerca de 132 mil habitantes.

A participação do Acre foi considerada histórica. Para o governador Gladson Cameli, a feira ajudou a apresentar o Acre como um local propício a investimentos no agronegócio, uma de suas principais bandeiras de campanha e esperança para geração de emprego e renda no estado.

“Unidos somos muito mais fortes. As pessoas quando falam de Amazônia, só falam de preservação. O Acre está aberto para o agronegócio, a pecuária, a soja, a industrialização. E quem quiser investir, pode ir com toda a segurança que o Estado dará. A nossa ideia é seguirmos esse modelo de desenvolvimento, adotado por Rondônia, porque temos tudo para fortalecer nossa economia”, destacou durante a abertura.

Negócios e projeção

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China, Charles Tang esteve no estande do Acre (Marcos Vicentti/Secom)

Durante toda a feira, o governo do Acre contou com um estande de destaque no espaço. O local foi passagem de empresários, investidores e produtores rurais, que vieram conhecer as políticas públicas do Estado para o setor.

Diversas reuniões foram organizadas até mesmo com visitantes estrangeiros, como o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China, Charles Tang.

Investidores americanos também estiveram presentes, acompanhados do presidente da Federação das Indústrias de Rondônia (Fiero), Marcelo Tomé, que apresentou um portal de negócios para aprimorar o caminho de parcerias entre o Brasil e a China, tanto para compradores, quanto para vendedores.

Já empresários de Israel vieram acompanhados de Alisangela Lima, gerente de fomento ao comércio exterior da Superintendência de Desenvolvimento de Rondônia. Ela explicou que a visita foi para saudar o governador pela honra que é tê-lo no evento e compartilhar as experiências de Rondônia com países como EUA, Israel, Egito, Bolívia e Peru que compram muita carne dos produtores locais, desde bovina, a piscicultura.

Presente na feira, o secretário de Produção e Agronegócio do Acre, Paulo Wadt, ressaltou que participar da Rondônia Rural Show foi de grande importância para a projeção do estado no agronegócio.

“A presença do governador Gladson Cameli lá foi muito importante, tendo uma grande interação com o governador de Rondônia, Marcos Rocha, e foi um dos destaques da feira. Serviu para aproximarmos e afirmamos políticas públicas, pois desde janeiro estamos conversando entre os dois governos, trabalhando juntos, buscando o desenvolvimento integrado”, conta.

Experiência para o Acre

A Rondônia Rural Show movimentou mais de R$ 700 milhões e servirá de modelo para o Acre (Foto: Ascom Rondônia)

Também presente na feira, o secretário de Indústria, Ciência e Tecnologia, Anderson Abreu, ressalta que foi possível observar uma variedade de equipamentos e soluções com uma bagagem tecnológica de primeira linha que precisam chegar ao Acre.

Além disso, o modelo da feira, que foca apenas em negócios, sem entretenimento e durante o dia, deve ser estudado para uma possível aplicação no estado, incluindo com mudanças que serão implementadas já na próxima Expoacre para dar maior dinamismo e potencialidade a maior feira de negócios do estado.

“O governo Galdson Cameli busca o desenvolvimento do Acre com o fortalecimento do empresariado, potencializando o agronegócio e, consequentemente, trazendo indústrias que irão gerar emprego e renda para população. Feiras como estas aproximam os produtores, pesquisadores, estudantes e comunidades das novas tecnologias para melhorar produção e acesso aos créditos facilitados”, disse Abreu.

Mais notícias