https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/03/entrega-de-alojamento-do-IAPEN-Odair-Leal-3-1800x1200-1-900x600-1.jpg?resize=900%2C400&ssl=1
Infraestrutura

Governo define cronograma de entrega de obras

Viviane Teixeira
28.03.2019 17:31
Atualizado 28.03.2019 às 17:31

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura e de Desenvolvimento Urbano, definiu como meta prioritária a finalização de obras que foram iniciadas na gestão passada. Desde o início do ano os esforços estão sendo concentrados, e como resultado foi elaborado um cronograma que define as datas, a partir da primeira semana de abril, pelo menos uma obra, será entregue.

Uma das primeiras obras do cronograma é a entrega de 74 casas no Conjunto Habitacional Andirá. Nesta semana, foi realizado um sorteio que definiu o posicionamento de cada família em seu novo lar. As unidades habitacionais são destinadas a famílias de baixa renda e são entregues a custo zero. Neste loteamento já foram entregues mais de 190 casas.

Na semana no dia 8 de abril, serão entregues os serviços de pavimentação de ruas em Plácido de Castro e da Estação de Tratamento de Esgoto de Vila Campinas. Na oportunidade, será assinada a ordem de serviço para a execução da pavimentação da rua principal de Vila Campinas.

“Faz parte no nosso planejamento estratégico concluir as obras inacabadas e a partir disso traçarmos novas metas para área da infraestrutura”, salientou o secretário de Infraestrutura e de Desenvolvimento Urbano, Thiago Caetano.

Entre os dias 15 a 17, os moradores do Residencial Santa Cruz irá receber 174 títulos definitivos. Já no dia 26, será inaugurada a Estação de Tratamento de Água (ETA) em Sena Madureira.

Dando sequencia ao cronograma, será inaugurada mais uma etapa das obras que sendo executadas no Presídio Francisco de Oliveira Conde. Os prédios foram construídos nos padrões estabelecidos pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Os investimentos previstos até o fim do primeiro semestre deste ano são de R$ 7 milhões somente para o Complexo Penitenciário de Rio Branco. Os recursos já estão assegurados por meio do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen).

Para o mês de maio estão previstas as entregas das obras da Estação de Tratamento de Manoel Urbano, da reforma da Biblioteca Pública de Rio Branco, da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cruzeiro do Sul e ainda a sede do Departamento de Pavimentação e Saneamento.

O cronograma prevê ainda a finalização do trabalho de pavimentação de ruas nos bairros Conquista e Calafate e da intervenção na área de saneamento na região do 2° Distrito. Fechando o mês de junho, o governo irá entregar mais um pavilhão na Francisco de Oliveira Conde, com capacidade para receber 400 reeducandos.

O mês de julho será dedicado à entrega de obras que irão beneficiar a população na área da saúde. Serão inaugurados os serviços realizados no Hospital Abel Moreira em Mâncio Lima, Hospital Regional de Brasileia e a verticalização do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb).

Meta dos 100 dias

Como parte das metas estabelecidas para os cem primeiros dias da gestão do governador Gladson Cameli duas obras foram finalizadas e entregues neste ano. São elas a reforma e ampliação da Escola Técnica em Saúde Maria Moreira Rocha e a inauguração de novos alojamentos para agente penitenciários da Francisco de Oliveira Conde.

(Foto: Odair Leal/Secom)

Na quarta-feira, 20, o governador entregou as novas instalações da escola. Cameli destacou que esta foi a primeira obra concluída durante sua gestão. Orçada em R$ 1,6 milhão, a reforma durou seis meses. Toda estrutura do prédio foi contemplada, destaque para os modernos laboratórios e salas de aula que têm capacidade para atender quase 2 mil estudantes, anualmente

A estudante do curso de técnico de enfermagem, Bruna Ferraz, disse durante a entrega do espaço que a reforma da unidade vai oportunizar melhor qualidade no ensino e garantir que outros jovens, assim como ela, aprendam uma profissão.

Já os alojamentos foram entregues no dia 25. O espaço atende às normas da legislação. Uma das características diz respeito à localização, os alojamentos estão em uma área externa sem nenhum tipo de contato com os apenados dos regimes fechado e provisório, garantindo, desta maneira, mais segurança e privacidade aos profissionais.

“Antes, os agentes ficavam em um alojamento no mesmo pavilhão dos detentos e isso não é bom perante os nossos procedimentos porque deixa o nosso profissional em situação de vulnerabilidade”, explica o diretor da unidade prisional, Rosberg Tomaz.

O espaço tem capacidade para atender 50 agentes penitenciários. Além dos quartos climatizados, os alojamentos possuem área de convivência, copa e banheiro.

Espaço atende às normas estabelecidas pelo Depen (Foto: Odair Leal/Secom)

Mais notícias