https://i2.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/03/Marcos-Vicentti-1-3.jpg?resize=640%2C400&ssl=1
Governo

Governo do Acre capta recursos para reforma do Hospital do Câncer

Golby Pullig
25.03.2019 12:47
Atualizado 25.03.2019 às 12:47

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, está captando recursos na ordem de R$ 1 milhão para a reforma, readequação e estruturação do Hospital do Câncer do Acre/Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon). As obras iniciaram em 2017 e foram paralisadas ao longo do período o que ocasionou a redução no número de atendimento aos pacientes.

As obras iniciaram em 2017 e foram paralisadas ao longo do período o que ocasionou a redução no número de atendimento aos pacientes. (Foto: Marcos Vicentti/Secom)

Hoje apesar de estar funcionando com quase todos os serviços, como consultas e quimioterapia, as tomografias e a radioterapia não estão sendo realizadas na unidade. A tomografia está sendo feita no Into, em Rio Branco, e os pacientes que precisam ser submetidos à radioterapia estão sendo encaminhados, em sua maioria, para o Hospital de Câncer de Barretos, conhecido como Barretinhos, em Porto Velho (RO).

O deputado Alan Rick (DEM) disponibilizou de suas indicações o valor de R$ 700 mil para a unidade, que será usado na reforma e estruturação física do hospital. Está disponível, ainda, com possibilidade de execução imediata, R$ 436 mil de recursos do Ministério da Saúde para a adequação da estrutura física da Unacon.

“Esse recurso de R$ 1 milhão, mais os R$ 700 mil do deputado Alan Rick são pra estruturação física, obra, para a reforma. Existem outros recursos que garantem a aquisição de equipamentos”, informou a diretora de projetos da Sesacre, Michelle Miranda.

Deputado Alan Rick (DEM) disponibilizou de suas indicações o valor de R$ 700 mil para a unidade. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Segundo a coordenação do setor de Tratamento Fora de Domicílio (TFD) da Secretaria de Estado de Saúde do Acre, cerca de 25 pacientes foram encaminhados para Barretinhos em fevereiro. Este número deve ser reduzido após a reforma.

 

 

 

 

 

Mais notícias