NO IAPEN

Iapen realiza mutirão de atendimentos em presídio de Rio Branco

Com uma equipe formada por assistentes sociais, enfermeiros, técnicos de saúde, estagiários e voluntários, o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), realizou nesta sexta-feira, 4, um mutirão de atendimentos na unidade penitenciária Francisco d’Oliveira Conde (FOC).

Nesta primeira fase, três pavilhões foram beneficiados alcançando aproximadamente 450 reeducandos com atendimentos em saúde, psicológicos e de assistência social. O objetivo, segundo o presidente do instituto, Lucas Gomes, é reduzir a demanda existente e melhor atender à população carcerária garantindo os direitos básicos de saúde e outros tipos de assistência.

Nesta primeira fase, três pavilhões foram beneficiados alcançando aproximadamente 450 reeducandos Foto: Lília Camargo

“Nós já realizamos em todas as unidades um acompanhamento das demandas de saúde, mas com a população carcerária elevada é necessário a realização de mutirões que nos ajudem a alcançar o maior número de reeducandos e dar vazão à demanda existente”, explicou Gomes.

A ação está sendo realizada pelo Departamento de Reintegração Social e de Saúde do próprio sistema penitenciário, que dividiu os atendimentos em fases sendo realizados nas sextas-feiras de cada semana deste mês.

Ação está sendo realizada pelo Departamento de Reintegração Social e de Saúde do próprio sistema penitenciário Foto: Lília Camargo

“Neste primeiro momento atendemos três pavilhões e vamos dar continuidade aos trabalhos nas próximas semanas. Os atendimentos são prioritariamente de saúde e social, mas também estamos recebendo outras demandas, a exemplo os que precisam de uma assessoria jurídica ou pedem transferência. Encaminhamos tudo para o setor responsável”, finalizou Jandira Bandeira, chefe de Departamento de Reintegração Social do Iapen.