https://i0.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/04/WhatsApp-Image-2019-04-02-at-2.20.25-PM.jpeg?resize=587%2C400&ssl=1
Geral

Líder do governo na Aleac garante lutar por Plano de Carreira para servidores da Comunicação

Jairo Carioca
02.04.2019 16:48
Atualizado 04.04.2019 às 17:03

O deputado estadual Gerlen Dizin (Progressistas), líder do governo na Assembleia Legislativa do Estado, se manifestou no pequeno expediente da sessão desta terça-feira, 2, ao que classificou de descaso da gestão passada com relação ao sistema público de comunicação. Ele também defendeu um Plano de Carreira para os servidores da Comunicação do Estado do Acre.

“A secretária Silvania Pinheiro recebeu um sistema sucateado. O governo anterior praticou ainda total desrespeito aos profissionais da comunicação que recebem salários entre R$ 800 – abaixo do mínimo – e R$ 1.500” disse Diniz.

Para o parlamentar é preciso uma atenção especial da Casa Civil do novo governo ao sistema. Ele destacou a viagem da secretária Silvania Pinheiro à Brasília e os recursos conseguidos junto à bancada federal para revitalização de todas as rádios AM e FM que fazem parte da rede.

“Vou lutar e me envolver pessoalmente na construção de um plano de cargos, carreira e salários dos servidores e, ainda, na aquisição de novos equipamentos e restauração do sistema” garantiu o deputado.

Gerlen argumentou que no interior do Acre aonde a internet não chega “é pela rádio que o ribeirinho e seringueiro se comunicam e sabe do que está acontecendo na cidade”. Ele elogiou o plano de ação da secretaria de comunicação que visa a reforma de todas as unidades do sistema público, atualização tecnológica dos equipamentos, nova dinâmica da agência de notícias e o aumento de arrecadação das rádios comerciais.

“É preciso de no mínimo R$ 6 milhões para deixar o Sistema Público de Comunicação em condições dignas de operação em todo o Acre. As garantias foram dadas por nossa bancada federal. Com relação à melhoria salarial, tenho certeza de que o nosso governador será sensível à causa e à valorização do servidor público” concluiu Diniz.

Mais notícias