https://i2.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/06/GUR_1612.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Governo

Médicos do Hospital de Amor de Barretos selam parcerias com o Governo do Estado

Resley Saab
07.06.2019 12:22
Atualizado 07.06.2019 às 15:47

O governador do Estado do Acre, Gladson Cameli, recebeu a visita do médico Henrique Prata, fundador e diretor de uma das maiores instituições em saúde do país e na América Latina, o Hospital de Amor de Barretos. Prata, uma lenda viva da medicina oncológica no país, a área que trata do câncer, veio acompanhado de outros profissionais médicos e técnicos do hospital.

Na pauta, a parceria que o hospital vem construindo com o Governo do Estado do Acre para melhorias no atendimento em saúde, sobretudo na prevenção, no diagnóstico e nas soluções para problemas que devem ser resolvidos na rede pública em todo o estado.

“Estamos auxiliando o governador a traçar um planejamento que possa contribuir para o melhoramento das ações em saúde, principalmente, no setor da oncologia em todo o estado”, afirmou Henrique Prata.

O hospital vem construindo com o Governo do Estado do Acre para melhorias no atendimento em saúde. (Fotos: Diego Gurgel/Secom)

Na última terça-feira, 4, a equipe do diretor do hospital paulista esteve em Cruzeiro do Sul, atendendo a um pedido pessoal do governador Gladson Cameli. Nos dias posteriores, os médicos também foram para os municípios do Alto Acre, em visitas técnicas.

A ideia é capacitar profissionais médicos e enfermeiros do Acre para uma parceria em atendimentos a pessoas que necessitem de serviços oncológicos, em Rio Branco e nos municípios do interior.

“Vamos melhorar a saúde do nosso estado, acabando com problemas que há anos travaram a pasta. E a parceria do Hospital de Amor de Barretos é uma grande oportunidade para isso”, comemorou Cameli.

Para o psicólogo João Paulo Silva, que coordena as atividades do Hospital de Amor de Barretos no Acre, o trabalho conjunto com o governo do estado será extremamente importante para a população que mais precisa. “Acredito que teremos um avanço significativo para o bem da nossa população no curto e médio prazo”, ressalta.

Mais notícias