https://i2.wp.com/www.agencia.ac.gov.br/wp-content/uploads/2019/07/Palestra-auditório-Rio-Acre-Foto.-odair-Leal_Secom-8.jpg?resize=1200%2C400&ssl=1
Agronegócio

Na Expoacre, evento discute soluções tecnológicas para o agronegócio e cooperativas

Samuel Bryan
30.07.2019 22:51
Atualizado 21.08.2019 às 17:11

Fazendo parte do segundo dia do Problem Day Solution, o auditório Rio Acre, na Expoacre 2019, reuniu na noite desta terça-feira, 30, gestores públicos, empresários, investidores e estudantes para identificar problemas e soluções tecnológicas para as áreas de agronegócio e cooperativas.

O evento realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict) teve o objetivo principal de abrir linhas de diálogos entre todos os participantes que possam gerar redes permanentes de contatos, com a apresentação de diversas startups e discussões entre convidados e público. 

Evento reuniu empresários, investidores e estudantes para discutir soluções tecnológicas para o agronegócio Foto: Odair Leal/Secom

“Esse é apenas o embrião, o pontapé do início das atividades que queremos. É a união entre empresários novos e tradicionais que trabalham no campo, mas que sabem da importância da tecnologia e que estejam dispostos a investir para conseguir soluções para suas demandas”, destaca o secretário de Indústria, Ciência e Tecnologia, Anderson Abreu de Lima.

Para a mesa redonda da noite foram convidados, Luziel Carvalho, advogado especialista; Mauro Oliveira, diretor do Serviço Nacional de Aprendizagem (Senar); Túlio Lemos, pecuarista; Francinei Santos, diretor de administração e finanças do Sebrae; Manoel da Silva, presidente da Cooperacre; e Paulo Wadt, secretário de Produção e Agronegócio. 

Defensor da união entre governo, empresários e o setor de inovações tecnológicas, Paulo Wadt disse que esse é o momento de sair da zona de conforto e procurar não só soluções, mas saber ofertar o que os produtores nem mesmo imaginam que precisam. 

“Estamos com atores de diversos setores do agronegócio para discutir os gargalos e visualizarmos soluções, mas pontuamos também sobre a agricultura digital, um ramo que vai crescer cada vez, com um mundo exigindo mais e melhor dos alimentos e a tecnologia vindo para melhorar essa oferta”, conta o secretário. 

Desenvolvedor de uma startup, o jovem Adrias Soares de Souza participou do evento apresentando seu domínio digital para comércio de produtos e serviços do agronegócio, o E-boi. 

“Considero essa uma oportunidade única porque aqui adquiri diversos conhecimentos sobre os problemas que empresários estão trazendo e pensando em mudanças para a solução que eu estou desenvolvendo, além de conhecer pessoas e outras soluções para a área”, ressalta Adrias. 

Mais notícias